Bandeira Azul é novamente arriada após mais um surgimento de manchas de óleo na Praia do Peró

Prefeitura anuncia que equipe de apoio da Petrobras foi chamada para ajudar a tirar a sujeira do local

O surgimento de novas placas de óleo no mar e na areia da Praia do Peró levou a mais um arriamento da Bandeira Azul na manhã deste sábado (13). Segundo a Prefeitura de Cabo Frio, uma equipe de apoio da Petrobras foi acionada pela Coordenadoria do Meio Ambiente para realizar a limpeza junto com funcionários da Comsercaf.

Em nota, o governo municipal diz ainda que “a Bandeira Azul foi retirada, até que tanto a areia quanto a água retomem as características de qualidade que conferiram à Praia do Peró a certificação internacional” e que “caso a limpeza termine antes do fim do dia, hoje mesmo (sábado) a Bandeira Azul votará a ser hasteada”.

O fato já havia acontecido na semana passada, mas segundo a prefeitura, foi por precaução, uma vez que as manchas surgiram na Praia dos Conchas, a cerca de 1 km do local da certificação internacional. Na ocasião, a Petrobras assumiu a responsabilidade pelo vazamento de óleo que atingem praias de Cabo Frio, Arraial do Cabo e Búzios desde a semana passada.

Cabo Frio vai receber equipamentos  de capacitação contra vazamentos

A cidade de Cabo Frio vai receber todos os equipamentos necessários para a contenção de vazamentos de óleo, além de capacitação para agentes efetivos da Guarda Marítima e Ambiental para pronta resposta em casos como o acontecido no fim da semana passada, em que pelotas de óleo vieram parar nas areias das praias da cidade após vazamento de petróleo no campo de Marlim Leste, na Bacia de Campos.

A decisão foi tomada após reunião, na tarde desta sexta-feira (12) com os procuradores da república Leandro Mitidieri e Leandro Botelho, na sede do Ministério Público Federal, em São Pedro da Aldeia.  A reunião contou com a participação do coordenador de Meio Ambiente de Cabo Frio, Mario Flavio Moreira, dos secretários de Meio Ambiente de Arraial do Cabo, Arildo Mendes, e de Armação dos Búzios, Hamber Carvalho, e de representantes da área jurídica e de operações da Petrobras. Arraial do Cabo e Búzios também receberão equipamentos e capacitação.

A doação dos equipamentos e a realização da capacitação foram sugeridas pelos secretários e referendada pelos procuradores e é referente ao recente vazamento de petróleo que atingiu praias dos três municípios.

“A Petrobras apresentou relatórios de todas as medidas tomadas em relação ao vazamento em cada praia de cada município atingido, mas o Ministério Público achou por bem que a própria empresa se antecipe às possíveis ações penais por conta dos danos causados ao meio ambiente e indenize as cidades atingidas. Como já havíamos decidido em reunião anterior, apresentamos a proposta dos equipamentos e da capacitação, que foi aceita pela empresa e determinado pelo Ministério Público Federal que seja feita de maneira imediata”, explicou Mario Flavio.

Agora, os três municípios vão conversar entre si, a partir da próxima segunda-feira (15) para determinar a melhor data para as capacitações e informar à Petrobras, para que a decisão seja assinada e chancelada junto ao Ministério Público Federal.