Morte por meningite provoca suspeita de negligência em hospital de Cabo Frio

Família relatou que não foi informada sobre o verdadeiro quadro de saúde

Dra. Tânia Lydia assume como diretoria geral da unidade. Foto: Reprodução/ Internet
Dra. Tânia Lydia assume como diretoria geral da unidade. Foto: Reprodução/ Internet

A morte de uma menina de 12 anos por meningite provocou uma suspeita de negligência na Rede Municipal de Saúde de Cabo Frio.

Gabrielle Viral Valadão dos Santos deu entrada na UPA, em 27 de fevereiro, foi transferida para o Hospital São José Operário e, posteriormente, para o Hospital da Mulher. A família relatou que não foi informada sobre seu verdadeiro quadro durante o atendimento na Rede Municipal de Saúde, pois a equipe médica dizia se tratar apenas de enxaqueca.

Gabrielle foi transferida para o Hospital da Lagoa, no Rio, onde o quadro de meningite foi constatado. Ela não resistiu e morreu. De acordo com a família, a transferência demorou por falta de ambulância.

Em nota, a Prefeitura disse que “a paciente chegou ao Hospital da Criança no último dia 27, transferida da UPA, onde já havia sido avaliada por um Neurologista e um Oftalmologista. Ao chegar na unidade, apresentava um quadro de cefaléia há cerca de 30 dias, mas aparentava bom estado, sem febre ou vômito. Durante os dias a criança foi assistida e iniciaram um tratamento antirretroviral devido cefaléia”.

Disse ainda que “no dia 2 de março houve piora do quadro clínico e solicitaram uma vaga na UTI pediátrica, mas só foi liberada por volta das 15h45 e a paciente estava sendo assistida pela equipe médica. O Grupo de Socorro de Emergência acionou transporte para o Hospital da Lagoa, no Rio de Janeiro, onde a criança foi transportada de maneira adequada”.

O Deputado Serginho (PSL) protestou nesta quarta feira (13) na Assembleia Legislativa, e disse que o caso estaria sendo acobertado pelo hospital. “Me deparo com um registro de ocorrência hoje, de um pai desesperado, de uma irmã desesperada. Abro parênteses para que o povo de Cabo Frio fique atento, estão querendo acobertar o caso de meningite dentro de Cabo Frio, como se isso pudesse apagar o sofrimento das famílias.” disse o Deputado Serginho. “Há uma omissão criminosa no tratamento dispensado para essa criança” finaliza.

A Deputada Renata já havia aberto uma CPI para apurar as mortes infantis que tem ocorrido no Município de Cabo Frio, dentro do Hospital da Mulher.

COMPARTILHAR