Início Araruama A potência de um abraço simbólico – balneabilidade, conscientização e reprodução digital...

A potência de um abraço simbólico – balneabilidade, conscientização e reprodução digital da Laguna de Araruama

Evento “Abraço a Laguna” reuniu sociedade civil e poder público de cinco municípios da Região dos Lagos, em Iguaba Grande

-

A Região dos Lagos, no interior do Rio de Janeiro, é conhecida por suas praias paradisíacas de águas cristalinas, e seu forte mercado turístico. Porém, o local também abriga um grande recurso natural, pouco menos lembrado, mas de grande importância para os moradores, a Lagoa de Araruama, maior laguna hipersalina em estado permanente do mundo.

A lagoa abrange os municípios de Saquarema, Araruama, Iguaba, São Pedro da Aldeia, Cabo Frio e Arraial do Cabo, e desempenha um papel como fonte de renda para os pescadores, além de auxiliar a região nos sistemas de saneamento básico. 

Apesar da sua relevância para a população, as águas da laguna vêm enfrentando o problema da poluição. Pensando nisso, moradores da região desempenham ações de conscientização para alertar a sociedade quanto à preservação da lagoa. 

Nesse domingo (18), a Publicitária e Produtora de Eventos, Zane Machado, realizou o evento “2° Abraço a Laguna”, na praia do Popeye, em Iguaba Grande, com o objetivo de trazer à discussão a causa para salvar a laguna. A ação contou com o apoio da Prefeitura de Iguaba Grande, e de representantes de outros municípios, como os Secretários de Meio Ambiente de Cabo Frio, Búzios, Arraial do Cabo e São Pedro da Aldeia. 

Daniel Ribeiro, profissional de Educação Física, faz parte do movimento “Lagoa Limpa”, e, como cabo-friense, afirma ter vivido o tempo em que a lagoa era menos poluída. Segundo o morador, a lagoa com água limpa pode favorecer a economia e a qualidade de vida. “A pesca aquece a economia local, pois são muitos pescadores que dependem desta lagoa, então a nossa luta é para que possamos recuperá-la, que não tenha mais despejo de esgoto e para ela ser o que ela realmente é o maior patrimônio da região dos lagos”, declara ele.

A Concessionária de Serviços Públicos de Água e Esgoto S/A, Prolagos, oferece uma Bolsa Socioambiental no valor de R$ 120 mil para que sejam aplicados em ações em prol dos pescadores, como a realização do curso para pescador profissional, melhorias e reforma das unidades, compra de materiais diversos, entre outros. O valor é dividido entre associações e colônias definidas pela Câmara Técnica de Pesca.

De acordo com Waldemir Dias, superintendente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), está licenciada a dragagem do canal Itajuru, em Cabo Frio. “O processo está somente na parte final dos estudos que precisam ser feitos para que a dragagem aconteça, temos feito algumas ações com o Ministério Público Federal, na coleta de amostras para saber qual é a qualidade da água que está nesses pontos”, afirma o superintendente.

Ainda segundo o órgão, o resultado da análise sairá semana que vem, e se forem verificados dados fora dos padrões, o Instituto tomará as medidas contundentes em relação ao despejo inadequado de esgoto nas águas da lagoa.

Evento conscientiza população através de um abraço simbólico a laguna – Foto: Mariane Siqueira/Fonte Certa

José Lopes, 74 anos, morador de Iguaba Grande há 12 anos e frequentador assíduo da Lagoa, percebe que em determinados períodos do ano a qualidade da água é ruim, tornando-se melhor e limpa somente em agosto, na baixa temporada. Para ele, a indisciplina do cidadão acentua a poluição.  

Estudos e pesquisas deste ano, referentes à balneabilidade da lagoa, apontam áreas que estão impróprias para banho. No primeiro semestre, de acordo com o histórico de balneabilidade do Inea, em São Pedro da Aldeia, de março a maio, as praias da Pitória e Porto D’Aldeia estavam inadequadas para uso. Outras praias apresentavam semelhantemente a mesma situação: Iguaba Grande, em frente à Rua Bolívia e próximo ao antigo Pier. Em Cabo Frio, Passagem, Siqueira e Palmeiras. Praia dos Anjos, Prainha e alguns pontos de Figueira, em Arraial do Cabo. As praias de Armação dos Búzios obtiveram bons registros de balneabilidade, no entanto, entre maio e junho houve restrições à praia de Tucuns. Os estudos sobre a qualidade da água são constantes, confira o infográfico do segundo semestre nos meses de julho e agosto.

Infográfico de praias impróprias para banho nos meses de julho e agosto de 2019 – Arte: Mariane Siqueira

A Prolagos, empresa contratada para executar o plano de saneamento definido pelo Poder Concedente (Governo do Estado e Prefeituras) nas áreas urbanas dos municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, é responsável pela operação, manutenção e ampliação dos sistemas de abastecimento de água (tratamento e distribuição) e esgotamento sanitário (coleta e tratamento de esgoto). “Esses serviços contribuem para melhoria da qualidade ambiental dos corpos hídricos, cuja gestão é realizada pelo poder público. A Lagoa de Araruama não foi delegada à Prolagos no contrato de concessão”, explica a Concessionária. Segundo a empresa, já foram investidos R$ 1,4 bilhão nos sistemas de água e esgoto.

Embora não tenha responsabilidades contratuais pela Lagoa de Araruama, a Prolagos faz investimentos. A COPPE/UFRJ foi contratada pela empresa para realizar estudo inédito de hidrodinâmica capaz de reproduzir digitalmente a laguna e simular possíveis intervenções como dragagem e abertura de novos canais para mostrar a resposta da Lagoa de Araruama a cada ação proposta. A medida tem como objetivo contribuir com os órgãos competentes na gestão da Lagoa de Araruama e na escolha mais eficaz para a melhoria ambiental desse patrimônio natural.

O relatório com as primeiras simulações deverá estar concluído no próximo mês e será compartilhado com representantes dos governos Federal, Estadual e Municipais e Consórcio Intermunicipal Lagos São João para que tenham subsídios técnicos para definirem ações em prol da Lagoa de Araruama.

Para Marco Antonio, Secretário de Meio Ambiente de Iguaba Grande “é possível unir poder público com sociedade civil organizada, todos unidos em prol de uma laguna linda”. Vanderlei Félix, da Cruz Vermelha, afirma a necessidade de uma consciência de certo e errado “tornar cada um responsável no seu dia a dia com a laguna é essencial porque, assim, ao cuidar dela hoje o dia de amanhã fica bem melhor”, conclui Félix.

Confira o vídeo com entrevistas aos secretários de meio ambiente dos municípios da região dos lagos que apoiaram o evento em Iguaba Grande.

Evento “Abraço a Laguna” reuniu sociedade civil e poder público de cinco municípios da Região dos Lagos, em Iguaba Grande. Video: Mariane Siqueira e Débora Evelin/ Fontecerta.com
- Advertisment -

Mais lidas

pendik escort kartal escort çekmeköy escort mersin escort türkçe altyazılı porno lezbiyen porno sex hikaye mersin escort bodrum escort