HomeAraruamaAlerj dá posse a Cláudio Castro como Governador do Rio

Alerj dá posse a Cláudio Castro como Governador do Rio

Nas eleições deste ano, Castro obteve mais de 4,6 milhões de votos válidos (58,27%)

-

O governador do Estado do Rio, Cláudio Castro, tomou posse de seu segundo mandato neste domingo (01/01), no Palácio Tiradentes, antiga sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Também foi empossado o vice-governador Thiago Pampolha. A cerimônia teve a condução do presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), que destacou, em seu discurso, as ações do Parlamento fluminense em apoio ao Governo do Estado para que o Rio de Janeiro superasse os desafios dos últimos quatro anos.

“Nesse período, a Alerj fez a sua parte. Aprovamos leis fundamentais para o futuro do nosso estado, como o Fundo Soberano, que, este ano, terá R$ 5 bilhões em caixa. Parte disso, poderá ser investido em projetos estruturantes, como a construção do gasoduto da Rota 4b (que liga os campos do pré-sal de Santos até o Porto de Itaguaí), fundamental para a economia do Rio. Encaramos a maior pandemia em um século, e por unanimidade e de forma absolutamente democrática, em que se deu o amplo direito de defesa, votamos o impeachment de um governador”, lembrou o presidente Ceciliano.

Cláudio Castro assumiu seu primeiro mandato como governador em agosto de 2020, após o impeachment do ex-governador Wilson Witzel. Nas eleições deste ano, obteve mais de 4,6 milhões de votos válidos (58,27%). Ele pontuou em sua fala os esforços para o equilíbrio das contas do estado.

“Assumi o governo com o Regime de Recuperação Fiscal para vencer e sem R$ 6,2 bilhões para fechar o ano. Os salários estavam na iminência de atrasar. Ainda assim, sobrevivemos à pior crise da história, quando o déficit nas contas públicas chegaria a R$ 23 bilhões. Com união e diálogo, deixamos a espiral descendente para entrar em um círculo virtuoso. Em 2021, com menos de um ano de trabalho, o Produto Interno Bruto cresceu 4% e a execução orçamentária não apresentou déficit”, afirmou Castro, que estava acompanhado de sua esposa, Aline Castro, e de seus filhos, Maria Eduarda Castro e João Pedro Castro.

O governador reconheceu o empenho dos deputados na aprovação de medidas que permitissem ao estado reconstruir um ambiente de negócios favorável à chegada de novos empreendimentos. “A relação entre Executivo e Legislativo foi largamente beneficiada pela condução do presidente André Ceciliano e das deputadas e deputados da Alerj. Avançamos com o PCCs dos Servidores da Saúde, a incorporação da Uezo à Uerj, reduzimos o ICMS nas contas de luz das casas com baixo consumo, além de garantimos a isenção do imposto para o produtor rural. Em dois anos, são mais de 200 mil novas empresas, o que projeta o Rio ao terceiro lugar no país em abertura de novos negócios em 2022”, destacou.

Planejamento para o futuro

Castro antecipou que entrará em 2023 com prazos definidos, comitês de fiscalização e uma agência reguladora fortalecida. “Além de cuidar do presente, estamos oferecendo ao povo do Rio de Janeiro uma projeção de futuro, de sonhar com um estado melhor, comprometido com a questão ambiental. Resolver passivos de outras gestões não é mérito, é obrigação de um governo guiado pelo compromisso de estado, que respeita o dinheiro público, os acordos firmados, a estabilidade e a previsibilidade”, concluiu.

O vice-governador Thiago Pampolha (União) também disse que o estado se encontra mais bem preparado para os novos desafios. “Hoje estamos com um estado mais maduro, mais seguro e mais equilibrado e pronto para os desafios que vem. Queremos propiciar um bom ambiente de negócio e fortalecer o nosso Rio”, afirmou Pampolha, que já foi deputado estadual por três mandatos consecutivos, e que irá acumular a função de vice com a de secretário de Estado de Ambiente e Sustentabilidade.

Também compuseram a mesa da cerimônia o presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), desembargador Henrique Vieira; o presidente da Câmara Municipal do Rio, vereador Carlos Caiado (PSD); procurador-geral de Justiça do Rio, Luciano Mattos; defensor público-geral Rodrigo Pacheco e o vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), conselheiro Márcio Pacheco.

Cláudio Castro solicitou um minuto de silêncio em homenagem ao ídolo do futebol Pelé, que morreu semana passada, e também pela lembrança dos mais de 75 mil fluminenses que perderam a vida devido à pandemia de covid-19.

Deputados falam sobre a expectativa do segundo mandato de Cláudio Castro

Ao dar posse ao governador Cláudio Castro, no histórico plenário do Palácio Tiradentes, neste domingo (01/01), o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André Ceciliano (PT), fez uma retrospectiva dos últimos quatro anos de seu mandato no Legislativo fluminense, destacando os avanços alcançados. “O governador vai pegar um estado melhor do que há quatro anos, quando era o vice-governador. E o futuro presidente da Alerj, que será escolhido dentro de um mês, encontrará uma Assembleia muito melhor do que em tempos passados”, disse Ceciliano, lembrando que era seu último discurso naquela tribuna. “Como todos sabem, depois de quase 20 anos dedicados à Alerj, eu me despeço do Parlamento estadual e saio com o sentimento de dever cumprido”, afirmou.

Deputados da atual legislatura e os eleitos para novos mandatos prestigiaram a cerimônia. Rodrigo Bacellar (PL), atual secretário de Estado de Governo, falou sobre a expectativa para a gestão que se inicia neste 2023. “Foram quase três anos de muitos avanços no Rio e uma interlocução espetacular com o Parlamento fluminense conduzido pelo nosso querido presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, e aí, em comum acordo, fizemos com que o Rio avançasse muito. Em especial na área econômica, de desenvolvimento e infraestrutura. Desejamos, para este ano, muito trabalho e empenho. A gente só conquista e recupera o Rio através de trabalho”, afirmou Bacellar.

O líder do governo na Casa, deputado Chico Machado (SDD), afirmou que Castro continuará tendo o apoio do Parlamento nos próximos anos. “Tenho certeza de que o governador fará um grande mandato e nós daremos, aqui na Alerj, suporte para que o estado siga recebendo todas as melhorias que merece”, afirmou.

Um dos parlamentares mais antigos da Casa, com seis mandatos, Luiz Paulo (PSD) lembrou que o próximo ano será desafiador para Castro, com menos recursos em caixa. “Começamos um ano sempre com esperança, mas reforço que o Estado do Rio terá um ano de 2023 com uma perspectiva mais dura. Estamos ainda vivendo em Regime de Recuperação Fiscal e perdemos muitos recursos de ICMS, por conta da legislação federal que foi aprovada em julho de 2022. Então, talvez a gente tenha dificuldade de caixa. O governador afirma que tem muitos recursos por conta da venda da Cedae, mas esse dinheiro deverá ser usado para investimentos e ainda precisaremos de recursos para custeio”, ponderou o deputado.

Estreante no Parlamento, Giselle Monteiro (PL) afirmou que está confiante no futuro do estado. “Acredito com fé e esperança que o Rio ganhará ainda mais com esse novo mandato e reafirmo que estamos à disposição de toda a população”, concluiu.

Apoio do interior

O prefeito de Angra dos Reis, na Costa Verde, Fernando Jordão (PL), e marido da deputada Célia Jordão (PL), reeleita para o seu segundo mandato na Alerj, agradeceu o apoio que a cidade tem recebido dessa gestão. “O governador fez um bom trabalho e por isso foi reeleito. Nossa prefeitura só tem a contribuir e ajudar o Castro nessa nova fase. Ele se preocupou muito com o interior, tem uma ótima equipe e uma boa escuta”, elogiou Fernando Jordão.

Presente à cerimônia, o prefeito de Queimados, cidade da Baixada Fluminense, Glauco Kaizer, ressaltou a boa relação com o governador. “Hoje, a gente veio celebrar a continuidade desse trabalho”, disse.

Também estiveram presentes o procurador-geral do Estado do Rio, Bruno Dubeux; o desembargador federal Aluisio Gonçalves de Castro Mendes, representante da presidência do Tribunal Regional Federal (TRF) Segunda Região; Marfan Martins Vieira, procurador-geral de Justiça de Relações Institucionais e Defesa de Prerrogativas do Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ); o desembargador Edson Aguiar de Vasconcelos, terceiro vice-presidente do TJRJ; o coronel Aviador Eduardo Almeida da Silva, assessor de relações institucionais do III Comar; o general André Luís Novaes Miranda, comandante do Comando Militar do Leste; e o vice-almirante Eduardo Machado Vasquez, comandante do primeiro Distrito Naval. Representantes das entidades empresariais também participaram, entre eles, o presidente da Fecomércio, Antônio Florêncio de Queiroz Junior; e o presidente da Federação de Indústrias do Estado do Rio (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira.

Entre no canal do Fonte certa no Telegram e fique por dentro de tudo que acontece na Região dos Lagos! Basta acessar o canal: https://t.me/noticiasregiaodoslagos
- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Percurso passa pelo Vale das Pitangueiras, Mirante das Conchas e Morro do Vigia. Foto: Reprodução/ Internet

‘Dia Mundial de Mares Limpos’ acontece neste sábado na Praia do...

0
Neste sábado (30), será realizado o “Dia Mundial de Mares Limpos” na Praia do Peró, em Cabo Frio. A ação vai unir trilheiros, mergulhadores,...
%d blogueiros gostam disto: