windows 10 pro office 2019 pro office 365 pro windows 10 home windows 10 enterprise office 2019 home and business office 2016 pro windows 10 education visio 2019 microsoft project 2019 microsoft project 2016 visio professional 2016 windows server 2012 windows server 2016 windows server 2019 Betriebssysteme office software windows server https://softhier.com/ instagram takipçi instagram beğeni instagram görüntüleme instagram otomatik beğeni facebook beğeni facebook sayfa beğenisi facebook takipçi twitter takipçi twitter beğeni twitter retweet youtube izlenme youtube abone instagram

Início Cabo Frio Cavalo passeia na praia do Peró, fechada aos banhistas

Cavalo passeia na praia do Peró, fechada aos banhistas

A infração foi motivo de protestos de moradores

-

O acesso de banhistas foi proibido durante o decreto emergencial, mas homens a cavalo cavalgaram sem problemas, no sábado e no domingo, na Praia do Peró, em áreas protegidas pelo Parque Estadual da Costa do Sol (PECS) e Área de Proteção Ambiental do Pau-Brasil, em Cabo Frio. A infração, que não foi reprimida por fiscais municipais e estaduais, foi motivo de protestos de moradores que não puderam ter acesso à praia até mesmo para caminhar.

O acesso de cavalos na praia é um problema antigo enfrentado pelos frequentadores da Praia do Peró. Eles chegam à orla através das dunas, passando pela estrada de terra batida que fica em frente ao Condomínio dos Pássaros. O problema se agravou depois que Unidade de Policiamento Ambiental (UPAM Costa do Sol) deixou de policiar a região.

No sábado e no domingo, moradores e ambientalistas pediram ajuda em vão ao Disque-Denúncia Ambiental (Linha Verde), que só atende de segunda a sexta-feira. Os guarda-parques do INEA há muito não são vistos no Peró.

“Parece até cavalgada. As pessoas passaram o sábado e domingo infringindo a lei, passeando de cavalo na Praia do Peró. E a mil por hora”, lamentou o comerciante Mauro Serxo, que postou um vídeo mostrando a cavalgada.

Um dos responsáveis pelo projeto de criação do Parque da Costa do Sol, o biólogo Paulo Bidegain disse que o Inea até hoje não fez as parcerias necessárias para gestão da unidade de conservação, inclusive na área de fiscalização.

“Falta o Inea cumprir o que está no decreto de criação do parque. As parcerias com o município, com a Polícia Militar e com entidades de turismo são fundamentais para a boa gestão do Parque da Costa do Sol. Com fiscalização eficiente, os infratores se afastam”, afirmou Bidegain.

Rate this post
- Advertisment -

Mais lidas

Rate this post
%d blogueiros gostam disto: