Direto da Fonte | A política da Região dos Lagos nesta segunda-feira (09)

As trapalhadas de Fábio do Pastel com o transporte público e o novo secretário de Agricultura de Cabo Frio

Os trapalhões da Aldeia

Desde o início do imbróglio entre o governo do prefeito Fábio do Pastel e a Auto Viação São Pedro, empresa do Grupo SMS, o Portal de Notícias Fontecerta.com vem acompanhando e noticiando cada fato. No último mês a coluna Direto da Fonte também vem trazendo fatos importantes sobre a falta de organização do executivo aldeense no chamamento público para uma nova empresa de transporte.

Na última semana mostramos as possíveis dúvidas sobre a empresa ‘V7 Comércio, Serviços e Gestão Empresarial’ que chamavam a atenção como, por exemplo, o capital social da empresa, as muitas atividades secundárias que não conversam entre si e até mesmo o endereço da matriz, que dá numa casa que, segundo vizinhos, está abandonada há pelo menos seis meses.

O papel do Fontecerta.com e da coluna Direto da Fonte é trazer luz ao obscurantismo, esclarecimento aos moradores da cidade e fiscalização sobre as ações da prefeitura de São Pedro da Aldeia. A partir de todas as denúncias feitas pela coluna, a prefeitura respondeu “que o edital de chamamento público exigiu a demonstração de capacidade técnica para execução do serviço e que a documentação foi apresentada pela empresa que participou da licitação. A prefeitura destaca que a minuta do contrato prevê a aplicação de penalidades caso a empresa não preste os serviços de forma integral”.

Na última sexta-feira (07) a prefeitura fez uma publicação informando que os motoristas da V7BUS passavam por último treinamento antes do início das atividades, demonstrando que a empresa vinha trabalhando para assumir o transporte da cidade. Chegou enfim a segunda-feira (09) e cadê os ônibus na rua? Onde estava o pronunciamento do prefeito da cidade? Onde estava a fiscalização que a prefeitura disse em nota anteriormente?

Ao final do dia, começou a circular, em veículos de imprensa ‘amigos’ do governo a informação que uma Coletiva de Imprensa foi realizada para informar, com exclusividade, que o Grupo Salineira volta a operar o transporte público em São Pedro da Aldeia a partir desta terça, dia 10 e que uma nova licitação será feita em até 90 dias, após a Prefeitura impedir início da operação pela empresa V7 Bus, que não apresentou condições de assumir o serviço.

Ainda segundo a informação que começou a circular, diz que foi realizado um acordo emergencial entre o governo aldeense e a empresa do Grupo Salineira. A decisão de não permitir que a nova empresa começasse o serviço foi tomada na noite deste domingo (8) e a pergunta que fica é: por que isso não foi avisado a população ainda no domingo? Por que só comunicar oficialmente a população, através das redes sociais, no final da tarde de segunda? Como resultado, milhares de passageiros ficaram a pé, sem ter como se locomover nesta segunda-feira (9).

Após um ano e cinco meses e as trapalhadas continuam acontecendo na gestão da máquina pública e da cidade. Gerir uma cidade não é a mesma coisa que comandar uma empresa privada. Processos devem ser seguidos, diálogo com a população tem que ser constante e ouvir as denúncias da imprensa são primordiais para acertar o que está errado e dar o mínimo de dignidade aos moradores da cidade.

Os editores

Estudantes foram prejudicados 

A falta de ônibus circulando no município nesta segunda-feira surpreendeu e irritou os aldeenses que precisavam se dirigir ao trabalho e à escola. Em trecho da matéria do Jornal Folha dos Lagos, muitos alunos relataram que precisaram faltar a aula, ou tiveram que dar uma boa caminhada para não perder as atividades.

Juliana Souza, de 18 anos, é moradora do Recanto do Sol e esperou mais de uma hora, em vão, no ponto de ônibus. Teve que caminhar com outras quatro amigas até o Colégio Estadual Feliciano Sodré, no Centro, onde cursa o 3º ano do Ensino Médio. Acabou chegando bastante atrasada ao compromisso.

“É uma situação cansativa. Antes só tinha um ônibus e ia cuspindo gente, fora que as condições eram horríveis, aí a gente acordou cedo, um frio do caramba pra ficar mais de uma hora esperando um ônibus que ninguém viu a cor. Perdi duas aulas, perdi o lanche, cheguei cansada, peguei chuva, e depois vim trabalhar mais cansada que o normal. Chega ser humilhante, uma enorme falta de consideração”, dispara.

Novo secretário em Cabo Frio

A secretaria de Agricultura de Cabo Frio tem um novo nome a frente, a partir desta terça-feira (10). O escolhido para o lugar de Katyuscia Brito, que assume definitivamente o Turismo, será Daniel Couto.

Daniel é produtor rural de Tamoios, e já atuava como superintendente da Agricultura, além de ser aliado político de Zé Bonifácio. A conversa final para acertar os detalhes foi na tarde desta segunda-feira (09)

Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email