fbpx

Direto da Fonte | A política da Região dos Lagos nesta sexta-feira (16/02)

Vantoil entrega escola e creche à população; volta às aulas remotas gera polêmica em São Pedro da Aldeia; Carnaval dá o que falar em Cabo Frio e deixa secretário satisfeito em Arraial do Cabo

Reforço para a educação

A semana curtinha por conta do Carnaval chega ao fim com duas entregas de peso em Iguaba Grande. O prefeito, Vantoil Martins (CID), entregou, nesta sexta-feira (16), uma creche e uma escola à população. Na parte da manhã, ocorreu a inauguração da Creche Ezilar Maria, no bairro Vila Nova. A unidade foi construída com salas equipadas, jardim sensorial, refeitório e parquinho. A capacidade é de cerca de 100 alunos, com faixa etária entre 6 meses e três anos. Enquanto isso, na parte da tarde, a entrega foi da Escola Municipal Professora Maria Lúcia de Oliveira, no bairro Estação. A unidade passou por obras de reforma e ampliação, recebendo novos ambientes para atender os alunos do Ensino Fundamental. O novo prédio possui sala de cinema, espaço de jogos, biblioteca, além de elevador para PCDs. O Portal Fontecerta.com acompanhou a inauguração e conversou com representantes da Prefeitura. Confira abaixo:


Volta às aulas online traz discórdia

Enquanto isso, em São Pedro da Aldeia, os responsáveis por alunos da Escola Municipalizada Pequiá, na Rua do Fogo, estão na bronca com a Prefeitura. Isso porque, com a obra na unidade ainda em curso, o ano letivo de 2024 começa nesta segunda-feira (19), de forma remota. Ou seja, online. Os professores farão atendimento em grupos de WhatsApp e estarão disponíveis na sede provisória da unidade escolar em dias e horários específicos para atender os alunos que tiverem dúvidas. As mães estão revoltadas. E não é pra ser diferente, convenhamos. O contrato original para a obra na sede da escola era no valor de R$ 3.133.024,49. Na sequência, foi feito um aditivo de valor de R$ 1.052.691,10. No entanto, a intervenção recebeu dois aditivos de prazo. Com isso, a obra, que deveria ter sido entregue dia 21/02/2023, ficou com previsão para julho deste ano. Por meio de nota, a secretaria de Educação de São Pedro da Aldeia informou que a opção do início do ano letivo online visa garantir “a segurança dos alunos e funcionários, uma vez que o prédio alugado sofreu danos com as chuvas deste ano”. A unidade escolar está prevista para ser entregue no próximo mês. “As informações a respeito da obra, incluindo o valor total, estão disponíveis no Portal da Transparência”, concluiu o município.


Inadimplente no CAUC

Aliás, por falar em São Pedro, a falta de apresentação de documentações deixou a Prefeitura como inadimplente em diversos itens que formam o CAUC. O Sistema de Informações sobre Requisitos Fiscais é um dispositivo do Governo Federal que serve como um “SPC dos municípios”. Ao todo, o município de São Pedro da Aldeia está como inadimplente em 10 itens. Sete deles se referem às Obrigações de Transparência. As outras três pendências dizem respeito ao Cumprimento de Limites Constitucionais e Legais, como a Aplicação Mínima de recursos em Educação e o Limite de Despesas com Parcerias Público-Privadas (PPP). Os dados que resultam nesses indicativos do CAUC vêm de órgãos diversos. No caso de São Pedro da Aldeia, as pendências são com o Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação (SIOPE) e o Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (SICONFI). A Prefeitura de São Pedro da Aldeia afirmou, em nota, que as informações contábeis já foram encaminhadas por meio do sistema Siconfi.


Balanço do Carnaval cabo-friense

O Carnaval atraiu, de acordo com a secretaria de Turismo, Esporte e Lazer de Cabo Frio, 570.781 visitantes à cidade. A previsão de impacto econômico total da secretaria, incluindo gastos com hospedagem, alimentação e comércio, gira em torno de R$ 445.802.000,00. O município destacou que realizou programação em diversos bairros, descentralizando o público e melhorando a circulação e a logística da cidade. Palcos, por exemplo, foram montados nas praias do Forte, Peró e Unamar, em Tamoios. Além disso, ao todo, 45 blocos receberam apoio da Prefeitura, com trios elétricos, palcos com som, grades, banheiros químicos, além de toda a estrutura de segurança. A programação segue até o dia 24 de fevereiro. Se por um lado, houve satisfação com os resultados da festa, a organização do evento não foi unânime. A Associação de Hotéis e Turismo de Cabo Frio considerou que a folia “deixou a desejar” e “não bateu a expectativa dos hotéis e pousadas da cidade”. Segundo a Associação, a ocupação foi de 85%. Além disso, houve queda no número de diárias. De acordo com o grupo, a média de cinco dias de estadia se manteve em apenas três. Para o presidente da entidade, Carlos Cunha, uma série de fatores influenciaram o resultado negativo obtido pelos empresários hoteleiros. “O Carnaval é um evento que impulsiona diversos setores e tem um potencial econômico e turístico gigantesco. Mas é preciso ordenamento, infraestrutura e divulgação antecipada”, disse Cunha.


Turma satisfeita

Em Arraial do Cabo, o Carnaval deixou a turma da Prefeitura bem satisfeita. O secretário de Turismo, Junior Chuchu, fez um balanço da folia durante conversa com a coluna na tarde desta sexta-feira (16). “Fizemos uma estratégia aqui, esse ano, diferente. A gente queria fazer um ambiente mais familiar e seguro. Graças a Deus, nosso verão não teve nenhum episódio de violência, com agressão, com trocas de socos, pontapés, garrafadas que a gente tinha em outros anos. Esse verão, a gente conseguiu passar zerado”, afirmou. Nesse sentido, o secretário disse também que Arraial foi a única cidade da região que não teve ocorrências atendidas pela PM. Agora, as energias da pasta de Chuchu se voltam para eventos no começo de abril. Passado o verão, o município terá evento de carros antigos e o Festival da Lula, logo na semana santa.


Agora vai

E como dizem no Brasil que o ano só começa depois do Carnaval, a próxima semana deve ser intensa na política. Todas as cidades que terão eleição o clima é de expectativa pra colocar o time em campo e na região o “bicho pega”. Serão dias de muita disputa e fofocas. O povo nem gosta…

Facebook
Telegram
Twitter
WhatsApp