Início Araruama Dia Marielle Franco contra o genocídio da mulher negra é criado no...

Dia Marielle Franco contra o genocídio da mulher negra é criado no RJ

Lei que criou a medida foi sancionada e publicada no Diário Oficial desta quarta (18)

-

O data da morte da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSol) e do seu motorista, Anderson Gomes, será incluída no calendário oficial do Estado do Rio de Janeiro como o “Dia Marielle Franco – dia de luta contra o genocídio da mulher negra”. A lei que criou a medida foi sancionada pelo governador do estado e publicada no Diário Oficial do Poder Executivo desta quarta-feira (18).

Segundo a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) a medida estabelece que instituições públicas e privadas promovam debates e palestras na data, com o objetivo de incentivar a reflexão sobre o assassinato de mulheres negras no Brasil.

De acordo com o Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência de 2017, desenvolvido pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), jovens negras com idade entre 15 e 29 anos têm o dobro de chances de serem mortas do que as brancas na mesma faixa etária.

Marielle foi morta no último dia 14 de março em uma emboscada após participar de um evento na capital. Nenhum suspeito pelo crime foi preso.

- Advertisment -

Mais lidas

'Pedal Outubro Rosa' acontece nesta quinta em Cabo Frio

‘Pedal Outubro Rosa’ acontece nesta quinta em Cabo Frio

Evento tem objetivo de somar com a campanha contra o câncer e de conscientizar sobre a importância da bicicleta