Início Cabo Frio Estado destina R$ 17 milhões para o Hospital Unilagos até outubro, mas...

Estado destina R$ 17 milhões para o Hospital Unilagos até outubro, mas unidade segue fechada

Pelo decreto de transferência do dinheiro, unidade de saúde em Cabo Frio deveria estar funcionando desde julho para atendimento a pacientes com a Covid-19

-

O Governo do Estado do Rio destinou uma verba de R$ 17 milhões para custear quatro meses de funcionamento do Hospital Unilagos, em Cabo Frio. O funcionamento deveria estar ocorrendo desde julho e até o fim de outubro, mas a unidade continua fechada. O dinheiro foi repassado em junho da Secretaria de Estado de Saúde para a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, através da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). A unidade de saúde seria destinada ao atendimento de pacientes com a Covid-19.

O Hospital Unilagos é uma unidade de saúde particular, que, no ano passado, foi arrendada pela Prefeitura de Cabo Frio para atender pacientes contaminados pelo coronavírus. O contrato firmado pelo ex-prefeito Adriano Moreno durou até o fim de 2020, e passou a ser investigado pela Polícia Federal e pelo Ministério Público.

Em março deste ano, o governador Cláudio Castro esteve no Unilagos e anunciou a reabertura da unidade, desta vez pelo Governo do Estado, para atender pacientes de toda a Região dos Lagos. Posteriormente, o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Dr. Serginho, afirmou que o funcionamento iria ocorrer por meio da UERJ, como um hospital escola. Apesar da promessa, a reabertura não se concretizou.

A destinação dos R$ 17 milhões para quatro meses de funcionamento foi feita no dia 23 de junho, em publicação no Diário Oficial do Estado. O valor seria aplicado na contratação de profissionais para 259 vagas, com salários entre R$ 1.400 e R$ 13 mil. Ainda de acordo com a publicação, o valor é para o funcionamento da unidade durante o período de quatro meses, com data de término definida para o dia 31 de outubro.

O Fonte Certa procurou a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, que respondeu em nota afirmando que a unidade iniciará o atendimento a partir de setembro.

Leia a nota a integra

A previsão é que a unidade comece a funcionar em setembro. O processo seletivo para contratação de pessoal já foi realizado e as instalações necessárias já estão em andamento. Nesse sentido, o recurso será usado para equipar o hospital e para o pagamento de folha.

Cabe ressaltar ainda que os equipamentos serão incorporados ao patrimônio da Uerj e que, mesmo após o encerramento dos atendimentos decorrentes da covid-19, a unidade continuará funcionando permanentemente, como Hospital Escola da Uerj.

Baixada litorânea tem risco moderado de transmissão da Covid-19, diz governo do Estado

A 45ª edição do Mapa de Risco da Covid-19, divulgada nesta sexta-feira (27) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), mostra que o estado do Rio de Janeiro teve redução de 11% no número de óbitos provocados pela doença. A análise compara as semanas epidemiológicas 32 (de 08 agosto a 14 de agosto) e 30 (25 de julho a 31 de julho) de 2021.

Ainda segundo a secretaria de Saúde estadual, as regiões da Baixada Litorânea, Metropolitana II, Norte, Centro-Sul e Médio Paraíba, estariam na bandeira amarela, que indica risco baixo de contaminação.  Já as regiões Serrana e Baía da Ilha Grande estão na faixa laranja. E metropolitana l e Noroeste estão em bandeira vermelha.

Cada bandeira representa um nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, que variam entre as cores roxa (risco muito alto), vermelha (risco alto), laranja (risco moderado), amarela (risco baixo) e verde (risco muito baixo). Os resultados apurados para os indicadores apresentados devem auxiliar a tomada de decisão, além de informar a necessidade de adoção de medidas restritivas, conforme o nível de risco de cada localidade.

Rate this post
- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Rate this post
%d blogueiros gostam disto: