HomeAraruamaEstado lança aplicativo com botão de emergência para socorrer mulheres vítimas de...

Estado lança aplicativo com botão de emergência para socorrer mulheres vítimas de violência

Desenvolvida pela Polícia Militar, ferramenta já está funcionando e pode ser baixada gratuitamente no celular

-

O Governo do Estado lançou nesta sexta-feira-feira (21) o Rede Mulher, aplicativo desenvolvido pela Polícia Militar para socorrer vítimas de violência. A ferramenta, que já está funcionando e pode ser baixada gratuitamente no celular, tem um botão de emergência que permite acionar o 190, além de outras funcionalidades. O Rede Mulher integra um conjunto de políticas públicas do Poder Executivo fluminense para a proteção das mulheres. 

Além do botão de emergência, no aplicativo há cinco ícones. Em um deles, da delegacia on-line, a mulher é redirecionada para o site da Polícia Civil. Outra funcionalidade do Rede Mulher é o “modo camuflado”. Uma vez acionado, o aplicativo muda sua aparência e só poderá ser acessado por login e senha, impedindo que outra pessoa tenha acesso.

Há também um passo a passo de como gerar um pedido de medida protetiva e a relação de centros especializados de atendimento à mulher que podem ser clicados. Automaticamente, a usuária é direcionada para o discador do celular de uma das unidades.

“O Estado tem o dever e o compromisso de proteger a mulher e oferecer uma rede de apoio. Nós estamos fazendo um estado para todos e, por isso, cada vez mais, vamos investir em políticas públicas para a mulher. É um orgulho poder colocar em funcionamento este aplicativo que vai ajudar a salvar vidas. Estamos só no começo da construção do Rio que queremos ter.” Disse o governador Cláudio Castro.

Outro ícone importante é a relação de guardiões que formam uma rede de apoio com contato de até três pessoas que possam socorrer a vítima em uma situação de emergência. Em outro, podem ser tiradas dúvidas sobre como identificar a violência doméstica e os mitos e verdades em relação ao tema.

Na barra de navegação do aplicativo, que fica na parte de baixo do celular, a mulher poderá acompanhar a chamada feita para o 190. Nessa mesma barra estão telefones úteis e um mapa de apoio com a localização das Delegacias da Atendimento à Mulher e batalhões da Polícia Militar que contam com a Patrulha Maria da Penha. Clicando em uma das opções, aparece o endereço e o telefone da delegacia.

“Este é um passo fundamental na luta para combater a violência contra a mulher. A cada cinco minutos uma mulher é vítima de algum tipo de violência no estado. De janeiro a setembro deste ano, a Central 190 recebeu quase 51 mil chamadas relativas a crimes contra a mulher. Este aplicativo é muito mais que só um aplicativo, é uma rede de apoio e proteção para que as mulheres saiam do ciclo da violência em que vivem”, destacou a tenente-coronel Cláudia Moraes, coordenadora estadual da Patrulha Maria da Penha, que já atendeu cerca de 46 mil mulheres com medida protetiva.

- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Percurso passa pelo Vale das Pitangueiras, Mirante das Conchas e Morro do Vigia. Foto: Reprodução/ Internet

‘Dia Mundial de Mares Limpos’ acontece neste sábado na Praia do...

0
Neste sábado (30), será realizado o “Dia Mundial de Mares Limpos” na Praia do Peró, em Cabo Frio. A ação vai unir trilheiros, mergulhadores,...
%d blogueiros gostam disto: