Início Destaque Ex-secretária adjunta de São Pedro pede desculpa após acusação de intolerância religiosa;...

Ex-secretária adjunta de São Pedro pede desculpa após acusação de intolerância religiosa; VÍDEO

Depois de ter sido afastada do cargo, Edlúcia Marques publicou um vídeo nas redes sociais

-

A ex-secretária adjunta de Cultura de São Pedro da Aldeia, Edlúcia Marques, gravou um vídeo para pedir desculpa sobre o episódio em que foi acusada de intolerância religiosa. O vídeo foi publicado nesta terça-feira (8), após ter sido afastada do cargo.

Na gravação, Edlúcia disse não ter tido a intenção de ofender as pessoas que estavam presentes na reunião realizada na segunda-feira (7), onde teria ofendido representantes de religiões de matriz africana na sede da Secretaria Municipal de Cultura.

“Nesse momento venho me retratar, venho aqui pedir desculpas a quem eu possa ter magoado, constrangido com algumas das minhas falas. Nesse momento o que importa é a retratação, o pedido de desculpas, espero que não vá para o coração, em momento nenhum eu quis magoar ou constranger alguém”, disse ela no vídeo, completando:

“Em todo momento do edital e todas as situações que foram envolvidas a lei Aldir Blanc, eu me doei o máximo para que todos os agentes culturais fossem beneficiados no nosso município. Me doei por quê acredito que fazer cultura em São Pedro da Aldeia é difícil sim, mas com garra, carinho e amor a gente consegue bastante. Venho agradecer a todos que possam estar me ouvindo e que eu possa estar me retratando nesse momento, é isso que eu desejo. Um grande beijo no coração de vocês”, declarou Edlúcia Marques.

A acusação de intolerância religiosa ocorreu durante uma sessão pública do Edital “Prêmio São Pedro da Aldeia Cultura Viva”.

A produtora cultural Juliane Carvalho relatou o episódio para o Fonte Certa.

“Foram avaliados todos os projetos e quando chegou no de Matriz Africana, quatro pessoas já haviam analisado. Na mão da secretária, ela falou com o parecerista ‘porque vocês aprovaram isso se não é relevante para o município? Não reconheço como cultura’”, disse Juliane Carvalho.

Ainda segundo a denúncia, Edlúcia Marques, ao ser questionada, disse para Juliane “calar a boca” e afirmou que ela “não podia interferir”.

“Ela respondeu que daria zero para o projeto e um avaliador presente no local disse que precisava de uma justificativa plausível para isso, porque eu teria direito de resposta. Então ela falou ‘manda vir, pode vir a macumba”, alegou ainda a denunciante.

O relato indica que Juliane chamou a polícia, mas que Edlúcia deixou o local amparada pelo marido por estar passando mal.

A Prefeitura de São Pedro informou, nesta terça-feira (08), o afastamento de Edlúcia Marques do cargo de secretária adjunta. Um boletim de ocorrência foi registrado na 125ª DP, que irá investigar o caso.

- Advertisment -

Mais lidas

pendik escort kartal escort çekmeköy escort mersin escort türkçe altyazılı porno lezbiyen porno sex hikaye mersin escort bodrum escort