Início Cabo Frio Fecomércio, Sesc e Senac visitam espaço do Hotel Acapulco em Cabo Frio

Fecomércio, Sesc e Senac visitam espaço do Hotel Acapulco em Cabo Frio

Intenção é transformar o prédio num Hotel Escola

-

Equipes da prefeitura de Cabo Frio estiveram, nessa terça-feira (2), no prédio do antigo Hotel Acapulco, no bairro do Braga. Desde as primeiras semanas do novo governo o local vem recebendo uma série de ações com o objetivo de afastar usuários de drogas e criminosos que, segundo denúncia de moradores, estariam ocupando o espaço. O prédio já recebeu um mutirão de limpeza da Comsercaf, tem ronda constante de agentes da Guarda Municipal, e hoje foi visitado por representantes da Fecomércio, Sesc e Senac, que vão avaliar a possibilidade de reformar o espaço para ser utilizado como um Hotel Escola.

A ação foi guiada pelo secretário adjunto de Planejamento, Sérgio Nogueira, pelo secretário adjunto de Turismo, Carlos Cunha, e pelo Procurador Geral do município, Vitor Martim, que levaram os visitantes para conhecer todos os espaços internos e externos do prédio.

Fechado há anos, o Acapulco ocupa uma área total de mais de 10 mil m², sendo 4.300m² só de construção. Em 2013 chegou a ter sua desapropriação anunciada para ser transformado numa escola profissionalizante de turismo e gastronomia, mas o valor não foi pago, e em 2015 o prédio acabou embargado pela Justiça. Em 2016 um incêndio destruiu ainda mais parte da estrutura. Desde então, o local sempre esteve abandonado.

No último dia 15 de janeiro a prefeitura criou uma comissão técnica que está responsável pela confecção do laudo que vai indicar a situação da estrutura do prédio do antigo Hotel Acapulco, no Braga. Presidida pelo secretário adjunto de Planejamento, Sérgio Nogueira, tem como integrantes, por parte do governo, o secretário de Meio Ambiente e Saneamento, Juarez Marques Lopez e a secretária adjunta de Licenciamento e Fiscalização, Anne Kelly Apicelo. Integram também o colegiado, como sociedade civil organizada, Sandro Colonese, representando a Associação de Arquitetos e Engenheiros da Região dos Lagos (Asaerla), Carolina Dazzi Machado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e José Marcos Xavier Tavares representando a Associação dos Construtores e Empresários da Construção Civil (Acecon).

“Já começamos a fazer esse levantamento levando em conta questões estruturais, arquitetônicas e de legislação ambiental. O relatório já está praticamente pronto, e revela que boa parte da edificação é reaproveitável”, explicou Sérgio, lembrando ainda que uma mudança feita há alguns anos na legislação deixou a área do hotel fora da área de preservação do Parque Ambiental da Costa do Sol.

Localizado numa das áreas mais nobres de Cabo Frio, de frente para o mar, o Acapulco já foi um hotel três estrelas. Possuía 60 apartamentos, quatro suítes, restaurante com capacidade para 100 pessoas, quadra de areia para futebol e vôlei, sauna seca a vapor, jardim, playground, três piscinas, dois salões de jogos, auditório para 80 pessoas com três salas de apoio e um amplo estacionamento.

- Advertisment -

Mais lidas

pendik escort kartal escort çekmeköy escort mersin escort türkçe altyazılı porno lezbiyen porno sex hikaye mersin escort bodrum escort