Início Araruama FonteCerta Explica: veja os perfis dos candidatos ao Governo do RJ André...

FonteCerta Explica: veja os perfis dos candidatos ao Governo do RJ André Monteiro, Dayse Oliveira e Pedro Fernandes

Confira o histórico e as propostas dos candidatos

-

Dando continuidade a série de reportagens escritas pelos alunos do Curso de Jornalismo da Universidade Veiga de Almeida (Campus Cabo Frio), o FonteCerta Explica desta quinta-feira (4) vai informar os perfis de candidatos nas eleições 2018. Ao longo da semana foram apresentadas informações sobre os candidatos à presidência, além dos candidatos ao governo e senado do Estado do Rio. Confira nesta matéria os perfis dos candidatos ao Governo do Estado André Monteiro, Dayse Oliveira e Pedro Fernandes. A ordem dos perfis foi decida em sorteio.

André Monteiro (PRTB)

Foto: Reprodução/ Internet

Candidato ao Governo do Estado pelo Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), Luiz André de Moura Monteiro, 47 anos, é formado em Direito, especialista em Direito Penal e há 22 anos integra a equipe do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (BOPE).

Luiz André é autor do livro “A Retomada do Complexo do Alemão” e atua como palestrante em congressos e universidades em todo o país. Em 2014, André Monteiro tentou se eleger deputado estadual pelo PRTB, mas não obteve sucesso, somando um total de 3.431 votos

Para o Governo do Rio, André tem como vice Jonas Licurgo que também é policial militar. Licurgo ficou paraplégico em 2000, quando levou um tiro durante em serviço. Dois anos mais tarde, o candidato passou a praticar atletismo. Licurgo foi considerado durante cinco anos um dos três melhores do mundo no lançamento de dardo paraolímpico.

*Texto escrito pelos alunos André Dias e Carlos Pinho com supervisão da Profª Mônica Sousa*

Dayse Oliveira (PSTU)

Foto: Reprodução/ Internet

Professora de História da rede pública estadual do Rio de Janeiro, Dayse Oliveira candidata a governadora do estado do Rio pelo Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU). Na política, já disputou a vaga de vice-presidente da República em 2002, a Prefeitura de São Gonçalo em 2004 e 2012, a vaga de Senadora. A sua primeira tentativa a governadora do Rio foi nas últimas eleições presidências de 2014.

Com o lema “Um chamado à rebelião. O Brasil precisa de uma Revolução Socialista”, apoia a descriminalização do consumo de drogas, “punições exemplares para assassinatos” e desmilitarização da Polícia Militar.

Em entrevista à TV Bandeirantes, em agosto desse ano, Dayse diz que é necessário “dar acesso a sindicalização dos polícias e garantir a descriminalização das drogas” para que o dependente químico seja tratado com educação e saúde”. É também militante na causa feminista e negra e foi também uma das fundadoras do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (SEPE), onde ainda hoje atua.

*Texto escrito pelas alunas Bruna Bouckhorny e Carolina Franco com supervisão da Profª Mônica Sousa*

Pedro Fernandes (PDT)

Foto: Reprodução/ Internet

Pedro Fernandes é representante da terceira geração de políticos da família Fernandes. Tem 35 anos e foi eleito deputado estadual três vezes consecutivas. Tem com reduto eleitoral a Zona Norte do Rio de Janeiro. É filho da vereadora Rosa Fernandes (MDB), que está em seu sétimo mandato. Também é neto do ex-deputado estadual Pedro Fernandes, que atuou na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) em 10 legislaturas e sobrinho do ex-deputado federal Dino Fernandes, ambos falecidos.

O candidato a governador está em seu terceiro partido. Foi eleito para o primeiro mandato pelo Partido da Frente Liberal (PFL), como o mais jovem deputado da Alerj. No ano seguinte, foi candidato a vice-prefeito do Rio, na chapa de Solange Amaral e depois, migrou para o PMDB, onde foi reeleito em 2010. Tem duas passagens pelo poder Executivo, primeiro como secretário Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos durante o governo Sérgio Cabral e em 2017 como secretário Municipal de Assistência Social, já no governo de Marcelo Crivella.

Como candidato a governador do Rio pelo PDT, Pedro Fernandes promete, se for eleito, que vai acabar com as UPP’s, investir em inteligência e tecnologia na segurança pública, valorizar o servidor estadual, acabar com os postos de vistoria do Detran e colocar, no mínimo, 50% das escolas do Estado funcionando em tempo integral, além de unir o Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (UEZO) com a Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Com a medida, os professores e alunos passariam a ser vinculados à UERJ.

*Texto escrito pelas alunas Letícia Ribeiro e Larissa Lopes com supervisão da Profª Mônica Sousa*

- Advertisment -

Mais lidas

'Pedal Outubro Rosa' acontece nesta quinta em Cabo Frio

‘Pedal Outubro Rosa’ acontece nesta quinta em Cabo Frio

Evento tem objetivo de somar com a campanha contra o câncer e de conscientizar sobre a importância da bicicleta