HomeCabo FrioIemanjá é homenageada na Praia de Aquarius, em Cabo Frio

Iemanjá é homenageada na Praia de Aquarius, em Cabo Frio

Dezenas devotos da Rainha do Mar estiveram presentes tanto no ato religioso como na brincadeira de jongo

-

A prefeitura de Cabo Frio, pela Coordenadoria de Promoção da Igualdade Racial (Cogepir) ofereceu apoio logístico e de segurança ao Ilê Asè Omò Oyá que realizou na tarde desse domingo (02) a entrega do presente à Iemanjá. O evento foi realizado na Praia de Aquarius, em frente ao Ginásio Poliesportivo. Dezenas devotos da Rainha do Mar estiveram presentes tanto no ato religioso como na brincadeira de jongo, samba de raiz que é desenvolvido na casa de candomblé, dentro do projeto social Omo Oyá.

“Pretendemos buscar a união e respeito a nossa cultura. Com o apoio da Cogepir conseguimos fazer a celebração na praia. Além do presente à Iemanjá, houve apresentação de samba de roda e jongo”, detalhou a yalorixá Cleide Padilha Fuly.

A coordenadora-geral da Cogepir, Rafaela Oliveira acompanhou ainda a homenagem realizada pela manhã na Praia do Forte.

“Neste ano mais uma vez temos apoiado o presente para Iemanjá. É importante porque a Cogepir é responsável pela valorização e respeito às tradições de matriz africana, dos povos tradicionais. É nossa obrigação zelar por essa tradição, pelas comunidades. O prefeito Dr. Adriano se empenha pessoalmente em cumprir e incentivar a manutenção viva das tradições de nossas raízes, da nossa cultura”.

Na oportunidade Rafaela Oliveira lembrou que no dia 21 de março, declarado Dia Mundial contra o Racismo, com ação itinerante na Praça Porto Rocha e Tamoios. Na oportunidade haverá debates, palestras que abordem o preconceito racial e social. Em fevereiro a Cogepir em parceria com a Cruz Vermelha realizará ação nas comunidades quilombolas da cidade. E em 25 de julho haverá o prêmio Luiz Marin na cidade de Cabo Frio.

Projeto Omozinho

A professora de capoeira e de cultura brasileira, Claudia Krastrup promoveu logo após ao presente, uma roda de jongo e de samba de roda. Ela ministra aulas de dança e capoeira dentro do projeto social Omozinho, que a casa de candomblé mantém atendendo crianças e adultos.

“A ideia é levar a cultura brasileira tradicional para dentro do ilè, com o jongo, o samba de roda, o maculelê e a capoeira”. Cláudia ainda é uma das organizadoras do Reconcalagos, um grupo de dança que tem como princípio o estudo e divulgação das danças de roda na região.

- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Percurso passa pelo Vale das Pitangueiras, Mirante das Conchas e Morro do Vigia. Foto: Reprodução/ Internet

‘Dia Mundial de Mares Limpos’ acontece neste sábado na Praia do...

0
Neste sábado (30), será realizado o “Dia Mundial de Mares Limpos” na Praia do Peró, em Cabo Frio. A ação vai unir trilheiros, mergulhadores,...
%d blogueiros gostam disto: