HomeCabo FrioInea e Polícia Militar Ambiental desmontam central de abastecimento irregular de caminhão...

Inea e Polícia Militar Ambiental desmontam central de abastecimento irregular de caminhão pipa em Cabo Frio

Agentes foram recebidos a tiros. Furto de água impacta o abastecimento de cidades da Região dos Lagos

-

Uma operação conjunta entre o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a Polícia Militar Ambiental e a Prolagos, identificou nesta quinta-feira (29), uma ligação clandestina de água, em um imóvel no bairro Tangará, em Cabo Frio, que era utilizado para abastecer caminhões pipa irregulares. Assim que chegou no local, a equipe foi recebida a tiros. A PM Ambiental revidou e os criminosos fugiram. A ação, que é considerada crime, segundo o código penal (artigo 155), foi realizada após o recebimento de denúncias anônimas por meio da Linha Verde do Rio de Janeiro. O caso foi registrado na delegacia de Cabo Frio (126ª DP).

No imóvel havia oito ligações irregulares e pontos de abastecimento de caminhões pipa, que foram desfeitas pelos agentes. Os chamados ‘gatos’, podem causar um grande impacto no abastecimento de toda a região, principalmente durante a alta temporada, período em que as temperaturas aumentam e as cidades da área de concessão recebem milhares de visitantes.

“As ligações irregulares reduzem a pressão da água na rede e impede que ela chegue em locais mais elevados e distantes do sistema de abastecimento, pois a localidade pode não ter sido dimensionada para este tipo de fornecimento. Essa irregularidade num período de alta temporada, quando a expectativa é que a população salte de 420 mil pessoas, para cerca de 1,5 milhão de habitantes, prejudica ainda mais o desempenho do abastecimento, impactando milhares de moradores e turistas”, explica José Carlos Almeida, diretor executivo da Prolagos.

Para coibir essa ação, durante a alta temporada as operações de combate à fraude são intensificadas, pois o consumo ilegal de água costuma crescer nesse período. “As ligações clandestinas podem causar risco de contaminação, não só da água que está sendo furtada, como também de toda a rede de distribuição, por isso, realizamos ações periódicas para coibir a exploração ilegal de recursos hídricos”, pontua Alexandre Pessanha, chefe da Fiscalização do Inea.

A população pode contribuir denunciando atitudes suspeitas pela Linha Verde, do Inea, pelos telefones 0300 252 1177 (interior, custo de ligação local) e 2253 1177 (capital). Ou ainda, pelo Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) ou WhatsApp da Prolagos, por meio do 0800 70 20 195, onde o responsável também pode efetuar uma autodenúncia e negociar formas de regularização.

- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Percurso passa pelo Vale das Pitangueiras, Mirante das Conchas e Morro do Vigia. Foto: Reprodução/ Internet

‘Dia Mundial de Mares Limpos’ acontece neste sábado na Praia do...

0
Neste sábado (30), será realizado o “Dia Mundial de Mares Limpos” na Praia do Peró, em Cabo Frio. A ação vai unir trilheiros, mergulhadores,...
%d blogueiros gostam disto: