Início Araruama Inscrições para o Enem começam nesta segunda-feira (11)

Inscrições para o Enem começam nesta segunda-feira (11)

Prazos estão mantidos mesmo com apelos para adiamento das provas

-

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 começam nesta segunda-feira (11) e vão até o dia 22 de maio. Elas poderão ser feitas por meio da página do Enem na internet.

Os prazos estão mantidos mesmo com o apelo de instituições de ensino e entidades estudantes para que o Enem seja adiado em virtude da pandemia do novo coronavírus.

A partir deste ano, o Enem terá duas modalidades de provas, as impressas, com aplicação prevista para os dias 1º e 8 de novembro, e as digitais, para os dias 22 e 29 de novembro. Cerca de 100 mil participantes vão poder escolher entre as modalidades.

O participante que optar por fazer o Enem impresso não poderá se inscrever na edição digital e, após concluir o processo, não poderá alterar sua opção.

A estrutura dos dois exames será a mesma. Serão aplicadas quatro provas objetivas, constituídas por 45 questões cada, e uma redação em língua portuguesa. Durante o processo de inscrição, o participante deverá selecionar uma opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Neste ano, será obrigatória a inclusão de uma foto atual do participante no sistema de inscrição, que deverá ser utilizada para procedimento de identificação no momento da prova. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e deverá ser pago até 28 de maio.

Apelo para adiamento das provas

Universidades públicas e colégios federais do Rio pediram através de uma nota emitida nesta sexta-feira (8) o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

O Documento foi assinado por reitores de 11 instituições federais e estaduais, além do diretor geral do CEFET, Marcelo de Sousa.

“Vários países como a China, EUA, França e Inglaterra adiaram seus exames nacionais para acesso ao ensino superior, por acreditarem ser a decisão mais legítima e democrática a ser tomada neste momento pandêmico. Repudiamos qualquer tentativa de difundir uma sensação de falsa normalidade.”

No documento, as universidades afirmam que se o cronograma do Enem for mantido, haverá uma ampliação das desigualdades de acesso ao ensino superior.

“Os estudantes brasileiros em vulnerabilidade social lutam pela defesa de suas vidas, pelos cuidados com a saúde, o cuidado de seus familiares e seguindo as orientações de isolamento social reiteradas pelas autoridades sanitárias nacionais e internacionais. Milhões destes estudantes não têm acesso à tecnologia ou à internet, o que impede ações pedagógicas similares ao cotidiano escolar com aulas presenciais.”

- Advertisment -

Mais lidas