Início Araruama Lagoa de Araruama mostra sinais de boa recuperação após período de defeso

Lagoa de Araruama mostra sinais de boa recuperação após período de defeso

Após a liberação da pesca, mais de 100 toneladas de pescado foram capturados em um mês, segundo o CBH Lagos São João

-

A Lagoa de Araruama vem demonstrando importantes sinais de recuperação após o período do defeso, que ocorre anualmente nos meses de agosto, setembro e outubro. Desta vez, após a liberação da pesca, no início de novembro, cerca de 100 toneladas de pescado foram capturados em um mês, de acordo com levantamento do Comitê de Bacia Hidrográfica Lagos São João. Este volume de pesca é referente aos cinco municípios  banhados pela Lagoa: Cabo Frio, Araruama, Arraial do Cabo, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia

Para o coordenador da Câmara Técnica de Pesca do CBH Lagos São João, Francisco Guimarães, o Chico Pescador, os números demonstram que o defeso vem cumprindo o papel de proporcionar o recrutamento e a reprodução das espécies de peixes da Lagoa, garantindo o estoque pesqueiro para o restante do ano.

“Tivemos essas 100 toneladas de pescado capturados após o defeso, mesmo em um mês que teve muitas intempéries, como vento e chuva. Entre as espécies pescadas, a de maior quantidade foi a carapeba, depois a perumbeba e em terceiro a tainha”, informa Chico Pescador.

Durante os três meses de proibição da pesca, os pescadores profissionais recebem o Seguro Defeso, no valor de um salário mínimo, que é pago pelo Governo Federal.

A fiscalização do cumprimento do defeso é feita pela Guarda Integrada, composta por agentes das Guardas Ambientais dos cinco municípios que circundam a Lagoa. As operações contam com o apoio da Unidade de Policiamento da Ambiental (UPAm), da Polícia Militar.

Neste ano, a Guarda Integrada ficou sob a coordenação do chefe da Guarda Ambiental de Iguaba Grande, Paulo Arruda. Segundo ele, o saldo das fiscalizações foi positivo.

“Além de fiscalizar a pesca ilegal durante o defeso, nosso papel é de orientar para evitar as irregularidades. A Guarda Integrada tem sido muito importante, e seguiremos fiscalizando mesmo após o término do defeso, para coibir qualquer prática que seja proibida, como a utilização de materiais de pesca que não são permitidos na Lagoa”, afirma Arruda, explicando que todo o pescado apreendido em capturas irregulares é doado para instituições de caridade da região.

PROPOSTA DE MUDANÇA NAS REGRAS DO DEFESO

O coordenador da Câmara Técnica de Pesca do CBH Lagos São João explica que uma proposta foi apresentada ao Governo Federal, solicitando mudanças nas atuais regras do defeso da Lagoa de Araruama. O objetivo dos pescadores é de que o defeso passe a ser dividido em duas partes, sendo uma exclusivamente para a pesca do camarão, e outra para os peixes.
“Em relação aos crustáceos, a época do defeso está errada e isso tem causado um impacto negativo. Como o defeso engloba todas as espécies, ele ocorre justamente no período em que o camarão está no melhor tamanho para a pesca. O ideal é que o defeso do camarão ocorra nos meses de abril, maio e junho, enquanto o defeso dos peixes deve continuar como é hoje, em outubro, novembro e dezembro”, declara Chico Pescador.

Rate this post
- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Rate this post
%d blogueiros gostam disto: