HomeAraruamaMarinha lança edital para ingresso nas Escolas de Aprendizes–Marinheiros

Marinha lança edital para ingresso nas Escolas de Aprendizes–Marinheiros

Homens e mulheres com Ensino Médio poderão concorrer às vagas

-

A Marinha do Brasil publicou o edital do Concurso Público de Acesso às Escolas de Aprendizes-Marinheiros (CPAEAM). Serão 671 vagas de nível médio, sendo 48 destinadas para o sexo feminino. As inscrições iniciam em 30 de janeiro e vão até 12 de fevereiro. Elas poderão ser feitas por meio do site Ingresso na Marinha. Os interessados deverão indicar a escola de preferência, ainda que a distribuição de pessoal aconteça conforme a nota obtida no concurso. Este ano, as vagas para o sexo feminino serão abertas apenas para a escola de Santa Catarina. A taxa de inscrição será de R$40 e é preciso ter entre 18 e menos de 22 anos no dia 30 de junho de 2024.

“Servir à Marinha do Brasil para muitos é a realização de um sonho”. O Marinheiro Leonardo Marmo Cordeiro Farias Ferreira, 20 anos, de São Gonçalo (RJ) conheceu as Forças Armadas por meio do alistamento obrigatório, mas foi dispensado. Hoje ele é recém-formado da Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (EAMES). “É extremamente gratificante estar realizando esse sonho de ingressar na Marinha. A sensação de ver a vida tomando um rumo, tendo a oportunidade de melhorar a minha condição de vida e a da minha família, não tem preço”, ressaltou.

O Marinheiro Marmo foi considerado “Suboficial Aluno” na EAMES por ter sido quem obteve a maior média da Escola durante a primeira fase de sua formação. A formatura para declaração de Marinheiros aconteceu no dia 16 de dezembro de 2022.

“Foi um período extremamente difícil. Ficar longe de casa e da família, me adaptar a novos hábitos, conviver com diferentes tipos de pessoas em regime de internato e a rotina pesada de estudos e trabalho que, sem dúvida, é algo que forja o militar. Mas algo que nunca se deve fazer é desistir. Sou o primeiro militar da família, criado por mãe e avó. Meu Pai era motorista de ônibus, faleceu quando eu tinha 12 anos. Minha mãe era atendente e minha avó, faxineira. Tive de aprender a ‘me virar’ sozinho em casa. Hoje, com muito esforço e a ajuda da família me tornei parte de uma das instituições mais prestigiadas do Brasil. Uso o ‘uniforme branco’ com orgulho”, afirmou.

Fluxo da carreira

Enquanto estiver no curso, o aluno é considerado grumete e após a sua formatura se torna marinheiro com formação técnica dentro da Força. Após o Curso de Formação de Marinheiros para a Ativa (C-FMN), a remuneração chega a R$2.294,50, já com adicionais. Durante o curso a bolsa-auxílio pode chegar a R$1.398,30. O curso é totalmente gratuito e são fornecidos alojamento, alimentação, ajuda para aquisição de uniformes e assistência médico-hospitalar.

As Escolas de Aprendizes-Marinheiros são uma das portas de entrada para quem pretende ser Praça da Marinha, que são os militares que entram com Ensino Médio ou Técnico. A carreira das Praças inicia-se na graduação de Marinheiro, seguida por Cabo, Terceiro-Sargento, Segundo-Sargento, Primeiro-Sargento e Suboficial.

As Escolas de Aprendizes-Marinheiros no Brasil

As Escolas de Aprendizes-Marinheiros do País com vagas para o concurso serão: a Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina (EAMSC), em Florianópolis; a Escola de Aprendizes-Marinheiros do Ceará (EAMCE) em Fortaleza; e a Escola de Aprendizes-Marinheiros do Espírito Santo (EAMES), em Vila Velha. O candidato pode escolher em qual Escola deseja cursar na hora de realizar a inscrição. 

Principais Requisitos para ingresso:

– Ser brasileiro nato ou naturalizado; 
– Ter 18 anos completos e menos de 22 anos; 
– Ter concluído o Ensino Médio ou estar em fase de conclusão; 
– Ambos os sexos; 
– Ter idoneidade moral e bons antecedentes de conduta; e
– Estar em dia com as obrigações civis e militares. 

Etapas do Concurso:

1) Prova escrita objetiva única, de caráter eliminatório e classificatório, com 50 questões de conhecimentos gerais de Matemática, Português, Ciências (Física e Química) e Inglês;

2) Eventos complementares, de caráter eliminatório, constituídos de etapas como Inspeção de Saúde, Teste de Aptidão Física, Avaliação Psicológica, entre outros previstos no edital. Uma novidade no concurso de 2023 é a exigência do exame toxicológico, em cumprimento à Portaria Normativa n° 3.795/2022 do Ministério da Defesa. 

3) Curso de Formação composto de:

a) Período de Adaptação (eliminatório); e

b) Curso de Formação (eliminatório e classificatório).

O Curso de Formação:

Duração: 48 semanas de curso sob regime de internato. 

Primeira fase: Formação militar-naval (Aprendiz de Marinheiro). 

Segunda fase: Especialização Técnica inicial e continuada, em uma das três áreas escolhidas no ato da inscrição (Grumete).

Fonte: Agência Marinha de Notícias

Acesse: https://www.marinha.mil.br/agenciadenoticias/

- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Percurso passa pelo Vale das Pitangueiras, Mirante das Conchas e Morro do Vigia. Foto: Reprodução/ Internet

‘Dia Mundial de Mares Limpos’ acontece neste sábado na Praia do...

0
Neste sábado (30), será realizado o “Dia Mundial de Mares Limpos” na Praia do Peró, em Cabo Frio. A ação vai unir trilheiros, mergulhadores,...
%d blogueiros gostam disto: