Início Armação dos Búzios Ministério Público exige volta do Ensino Médio em escola de Búzios

Ministério Público exige volta do Ensino Médio em escola de Búzios

Promotoria da cidade entrou com ação civil pública com tutela de urgência

-

O Ministério Público entrou nesta quarta-feira (7) com uma ação civil pública com tutela de urgência na Justiça de Búzios para que a prefeitura volte atrás na decisão de acabar com as turmas noturnas de Ensino Médio no Colégio Paulo Freire e no Instituto de Educação e Formação Integral Judite Gonçalves (Inefi).

A Promotoria de Justiça de Búzios mostrou-se contrária à transferência de cerca de 750 alunos do Paulo Freire para o Colégio Estadual João de Oliveira Botas, que fica na Rasa. A Secretaria Estadual de Educação já disse que não tem condições de absorver a demanda.

O promotor Leonardo Monteiro Vieira pede na ação que o prefeito André Granado (MDB) seja multado diariamente em R$ 1 mil, em caso de descumprimento.

O fim das turmas gerou inúmeros protestos. Para o Sepe Lagos, a iniciativa representa o fechamento do Ensino Médio no município aos poucos. A Prefeitura nega e afirma que as turmas diurnas continuam.

- Advertisment -

Mais lidas

'Pedal Outubro Rosa' acontece nesta quinta em Cabo Frio

‘Pedal Outubro Rosa’ acontece nesta quinta em Cabo Frio

Evento tem objetivo de somar com a campanha contra o câncer e de conscientizar sobre a importância da bicicleta