HomeAraruamaMP recomenda que Estado do Rio apresente plano de ação para retomada...

MP recomenda que Estado do Rio apresente plano de ação para retomada das atividades presenciais do ensino superior

Plano de ação deve ser apresentado no prazo de dez dias após debate

-

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada em Educação (GAEDUC/MPRJ) e da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção à Educação da Capital, expediu, nessa terça-feira (23), Recomendação ao Estado do Rio de Janeiro, à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), e à reitora da Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo), para que apresentem plano de ação para retomada das atividades acadêmicas presenciais dos seus cursos de graduação, extensão e pós-graduação. De acordo com o documento, o plano deve indicar diretrizes para a estruturação do calendário para o ano letivo de 2020, visando ao cumprimento dos requisitos legais mínimos para a garantia da oferta de educação de qualidade aos estudantes.

O plano de ação para retomada das atividades acadêmicas presenciais deve ser apresentado no prazo de dez dias após debate e construção com as pró-reitoras de graduação, de extensão, de pesquisa e de pós-graduação. Ainda na fase de elaboração recomenda consulta aos grupos de trabalho instituídos pelo art. 3º da Portaria Uezo nº 016/2020, garantindo a participação da comunidade universitária e do Conselho Estadual de Educação e organizações da sociedade civil.

Recomenda ainda o MPRJ a publicação do plano preliminar de retomada, no prazo de até 48 horas após a sua elaboração e conclusão, com antecedência mínima de cinco dias úteis para o início de sua implementação, nos sites da Secti e da Uezo. O documento também deve estar disponível (versão impressa) para consulta na Uezo, com a finalidade de garantir amplo conhecimento pela sociedade, transparência e previsibilidade.

O documento a ser elaborado deve contemplar estudo sanitário baseado em evidências técnico-científicas e dados socioeconômicos, geográficos, políticos e culturais em que se fundamenta a possibilidade de reabertura da Uezo e retorno das aulas presenciais, a partir da análise de risco realizada com base nos dados constantes nos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde, Secretaria Estadual de Saúde e orientações internacionais. Também deve conter indicação das medidas sanitárias de prevenção e controle a serem adotadas na Uezo com o objetivo de impedir o contágio dos alunos e profissionais da educação pela Covid-19 nesses espaços, tais como o uso de máscaras, sabão, álcool a 70% e luvas, em atendimento aos protocolos nacionais e internacionais.

Ainda de acordo com a Recomendação, o plano de ação deve indicar medidas de adequação e controle da ocupação e uso dos ambientes da Uezo (salas de aulas, refeitórios, bibliotecas e outros) por todos os alunos. Também deve ser respeitada a capacidade máxima de professores e alunos a ser definido por ambiente, com o objetivo de garantir o distanciamento necessário e razoável entre mesas e cadeiras, com indicação da necessidade de adoção de medidas de revezamento dos espaços, tais como a retomada progressiva e a realização de rodízio entre os alunos, nos casos em que as unidades não comportem a capacidade total, ou outras medidas que entenderem, de modo fundamentado, pertinentes.

E, ainda, o número aproximado de dias letivos previstos para a composição do calendário letivo de 2020, ainda que de forma provisória, com a indicação dos períodos de recesso suficientes e necessários para descanso, respeitada a autonomia do sistema de ensino. Sinaliza ainda, a necessidade de estratégias para a adoção de ensino remoto complementar às atividades presenciais para garantia da aprendizagem, caso necessário, bem como outros critérios relevantes assim compreendidos pelos gestores educacionais.

Por fim, normatizar o plano final de retomada das aulas presenciais, com a finalidade de conferir transparência, previsibilidade e segurança jurídica, indicação de cada fase a ser cumprida ou ação administrativa a ser adotada, com fixação das datas previstas para sua implementação, ainda que em caráter preliminar e provisório, além de termo inicial e final do calendário acadêmico previsto.

Entre no canal do Fonte certa no Telegram e fique por dentro de tudo que acontece na Região dos Lagos! Basta acessar o canal: https://t.me/noticiasregiaodoslagos
- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Percurso passa pelo Vale das Pitangueiras, Mirante das Conchas e Morro do Vigia. Foto: Reprodução/ Internet

‘Dia Mundial de Mares Limpos’ acontece neste sábado na Praia do...

0
Neste sábado (30), será realizado o “Dia Mundial de Mares Limpos” na Praia do Peró, em Cabo Frio. A ação vai unir trilheiros, mergulhadores,...
%d blogueiros gostam disto: