MPF pede esclarecimentos ao MEC sobre bloqueio de verbas das federais na Região dos Lagos

Informações sobre cortes podem afetar estudantes do IFF de Cabo Frio e IFRJ de Arraial do Cabo

Informações sobre cortes podem afetar estudantes do IFF de Cabo Frio e IFRJ de Arraial do Cabo. Foto: Reprodução

O Ministério Público Federal (MPF) solicitou, nesta quinta-feira (6), ao Ministério da Educação (MEC) explicações sobre o bloqueio de verbas para as instituições federais da Região dos Lagos.

O MPF também pediu aos diretores do Instituto Federal Fluminense (IFF) de Cabo Frio (RJ) e do Instituto Federal Educação, Ciência e Tecnologia (IFRJ) de Arraial do Cabo (RJ) informações sobre o bloqueio de verbas para as instituições.

Em documento assinado pelo procurador da República Leandro Mitidieri, as diretorias do IFF e IFRJ têm um prazo de 15 dias para comunicar qual será o exato valor do congelamento de verbas, quais atividades serão mais prejudicadas e quais as medidas tomadas para evitar ou diminuir os prejuízos causados aos estudantes.

O procurador pede também que o MEC informe, no mesmo prazo, as medidas adotadas para evitar que as atividades realizadas pelo órgão não sejam prejudicadas.