fbpx
HomeCabo FrioMais de 200 atendimentos são realizados em ação coletiva de direito do...

Mais de 200 atendimentos são realizados em ação coletiva de direito do consumidor em Cabo Frio

Na ocasião, foram apresentadas denúncias e reclamações relacionados à transporte, água, relações de consumo, entre outros.

-

Representantes de diversas instituições que prestam serviços gratuitos à população estiveram esta semana na sede da Coordenadoria-Geral do Direito do Consumidor de Cabo Frio. Durante a ação coletiva foram realizados mais de 200 atendimentos exclusivos para moradores do município. Na ocasião, foram apresentadas denúncias e reclamações relacionados à transporte, água, relações de consumo, entre outros.

Os serviços foram realizados nesta terça-feira (3) e as instituições participantes foram Procon/RJ, Junta Comercial do Rio de Janeiro (Jucerja), Agência Reguladora de Energia e Saneamento Básico do Estado do Rio de Janeiro (Agenersa), Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (AGETRANSP), Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e Secretaria Estadual de Desenvolvimento.

“O evento foi bom para tirar dúvidas e fazer reclamações de diversas prestadoras de serviços. Foi uma oportunidade ímpar para o município. Muitos representantes de associações de moradores e síndicos de condomínios marcaram presença no evento”, explicou a coordenadora do Procon Cabo Frio, Monica Bonioli.

A coordenadora aproveitou a presença dos representantes da Agetransp e fez uma denúncia formal contra a concessionária que administra da Rodovia Vila Lagos pelo valor diferenciado nos finais de semana, bem como pela recusa em receber o pagamento do pedágio por meio de cartão de crédito e de débito, nos termos da Lei Estadual 8.014/2018.

A recente alteração da Lei 8518/2019 diz que “as empresas concessionárias responsáveis pelos pedágios ou os municípios que administram os pedágios no âmbito do Estado do Rio de Janeiro ficam obrigados a fornecerem aos usuários, no ato do pagamento do pedágio, pelo menos uma cabine com a opção pelo pagamento com o cartão de débito ou crédito ou outro meio alternativo de pagamento, caso o usuário declare que não possua o valor em dinheiro para pagamento imediato da tarifa”.

Entre no canal do Fonte certa no Telegram e fique por dentro de tudo que acontece na Região dos Lagos! Basta acessar o canal: https://t.me/noticiasregiaodoslagos
- Advertisment -
target="_blank"

Colunas

Mais lidas

Volta às aulas em São Pedro da Aldeia tem pais reclamando...

0
Dia em que começou o ano letivo em São Pedro da Aldeia, a segunda-feira (19) é de problemas na educação. Enquanto os pais e...