As operações estavam embargadas desde abril de 2018, por causa do não cumprimento das condicionantes ambientais previstas na licença de operação.

De acordo com  Zezé, com a liberação, a expectativa é que a economia da cidade seja movimentada e com isso gere muitos empregos. “Temos muitas empresas, ligadas a exploração de petróleo, interessadas que só estavam aguardando essa notícia para fechar contrato, agora é arregaçar as mangas porque teremos muito trabalho pela frente”, afirmou Zezé.

O prefeito, Renatinho Vianna, também comemorou bastante o desembargo. “A luta foi grande, mas graças a Deus conseguimos. Agora é recuperar o tempo perdido e colher os frutos”, falou o prefeito.

Empresas que operam no porto custearam parte da implantação dos programas ambientais. A expectativa é gerar recursos para acabar com as pendências salariais com os funcionários, que chegam a vários meses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *