fbpx
HomeAraruamaAraruama acompanha números do estado e tem disparo de casos da dengue

Araruama acompanha números do estado e tem disparo de casos da dengue

Números confirmados neste ano saltaram de 3 para 55 em menos de 20 dias. Estado do Rio de Janeiro já contabiliza, em 2024, 80% dos registros que confirmou em 2023

-

O estado do Rio de Janeiro passa por um momento delicado e de atenção com relação à dengue. De janeiro até 15 de fevereiro, foram 41.252 casos de dengue no Rio. Na Região dos Lagos, as cidades também começam a perceber esse aumento. Araruama é exemplo disso. De acordo com a Prefeitura, os registros de 2024 passaram de três casos confirmados em 30 de janeiro para 55 até esta segunda-feira (19).

O último balanço da secretaria Estadual de Saúde, de sexta-feira (16), aponta para um número de casos prováveis seis vezes maior que a expectativa. Os registros dos primeiros 46 dias de 2024 já correspondem a 80% de todos os casos de dengue no estado no ano passado. Ao todo, em 2023, foram 51.479 pacientes com a doença em todo o Rio de Janeiro.

Dengue na Região dos Lagos

Em Iguaba Grande, foram oito casos de dengue em janeiro deste ano. Felizmente, a cidade não registrou internações ou óbitos decorrentes da doença. Nesse sentido, a Prefeitura realizou ações de panfletagem, orientação e educação da população e passagem do fumacê. No mês de fevereiro, até agora, foram 194 notificações, sendo 144 de residentes. Apesar do número assustar, dos residentes, apenas 10 casos deram positivo.

Enquanto isso, Arraial do Cabo, em janeiro de 2023, registrou sete casos de dengue. Foram três munícipes e quatro pacientes de outras localidades. De acordo com o município, 45 amostras permanecem sob investigação no Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (LACEN/RJ). Já em fevereiro, até agora, a cidade conta com dois casos positivos. Um morador de Arraial do Cabo e outro de Minas Gerais.

As prefeituras de São Pedro da Aldeia, Cabo Frio e Búzios não responderam ao contato da reportagem.

Ação do Governo do Estado no combate à dengue

Segundo a secretária de Estado de Saúde, Claudia Mello, a pasta monitora o crescimento da transmissão em todo o estado. Além disso, oferece apoio aos 92 municípios, com treinamento de profissionais com os protocolos de diagnóstico e tratamento dos pacientes e envio de insumos, equipamentos e medicamentos para montagem de salas de hidratação nos municípios, entre outras ações.

“Mas é importante também que a população esteja junto conosco neste momento, com uma série de medidas para controlar e eliminar focos de dengue dentro de casa, onde ficam 80% dos criadouros do Aedes aegypti”, afirmou Claudia, em nota.

Entre no canal do Fonte certa no Telegram e fique por dentro de tudo que acontece na Região dos Lagos! Basta acessar o canal: https://t.me/noticiasregiaodoslagos
- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Prefeitura de Cabo Frio nega contratação de irmão de Janja para...

0
Após visita dos deputados Lindberg Farias e Benedita da Silva, informações eram passadas que Luiz Cláudio da Silva assumiria a Secretaria de Assistência Social