A vida e morte de Ângela Diniz, famosa socialite mineira que foi brutalmente assassinada pelo namorado na casa dela na Praia dos Ossos, em Búzios, será tema de uma nova produção da MAX, streaming da HBO. O crime chocou o país na época e quase 50 anos depois ainda surpreende as pessoas.

Ângela foi morta na noite de 30 de dezembro de 1976 com três tiros no rosto e um na nuca depois de uma discussão com o namorado Raul Fernandes do Amaral Street, conhecido como Doca Street.

Inicialmente, Doca foi condenado a dois anos de prisão, sob alegação de legítima defesa da honra, um veredito que gerou indignação e debates sobre violência contra a mulher no Brasil. Com isso, em 1981 o criminoso foi julgado mais uma vez e condenado a 15 anos de prisão, mas cumpriu pouco mais de três anos.

O caso ganhou uma grande repercussão na época, não só pela brutalidade do crime, mas também pelo tratamento que recebeu nos tribunais e na imprensa, já que anos depois do ocorrido Doca chegou a ser cogitado como vítima.

Quem foi Ângela Diniz

Ângela Diniz nasceu em Belo Horizonte, Minas Gerais, em 1944. Desde muito jovem, a socialite era conhecida pela sua beleza, carisma e vida social intensa. Isso fez dela uma figura emblemática nos círculos da alta sociedade brasileira da época, já que sua vida foi marcada por relacionamentos profundos e episódios dramáticos, que também ajudaram a fazer dela um ícone, ainda que com bastante controvérsia.

Quando Ângela foi morta, ela tinha 32 anos e deixou 3 filhos. O assassinato dela, além de gerar discussões sobre machismo, violência doméstica e o papel da mulher na sociedade brasileira, também se tornou um símbolo de luta para o movimento feminista no Brasil, destacando a necessidade de mudanças no sistema jurídico e na maneira como casos de violência contra a mulher são tratados.

Impacto cultural da morte de Ângela Diniz

A história de Ângela Diniz já foi retratada em livros, documentários, podcasts e até mesmo em músicas. A HBO anunciou recentemente que está em fase de produção de uma série que vai narrar a vida e a morte da socialite de forma ficcional, baseada no Podcast Praia do Ossos, da Rádio Novelo.

De acordo com a HBO, a produção ainda não tem data para estreia, mas vai contar com 6 episódios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *