A Câmara Municipal de Cabo Frio aprovou, na manhã desta quinta-feira (17), o projeto de lei, de autoria do vereador Davi Souza (PDT), que torna a Cabana do Pescador patrimônio cultural, histórico e arquitetônico de Cabo Frio.

De acordo com o projeto, aprovado por 13 votos a zero, a partir de agora, a construção não pode ser descaracterizada ou demolida.

Na última sexta-feira (11), o vereador autor do projeto oficiou o município para que o cronograma de demolição fosse interrompido. Hoje, a procuradoria enviou um parecer favorável à suspensão.

Sobre a cabana

A cabana, famosa por gravações de novelas e filmes, vive um imbróglio judicial devido a uma ordem de demolição do imóvel.

Construído na década de 1940, o imóvel, inicialmente, era uma base de apoio aos pescadores locais. Durante a década de 1950, com a necessidade de atender os turistas que frequentavam as praias das Conchas e Peró, Pedro José dos Anjos, pai de Jamil Silva dos Anjos, transformou o local em restaurante, atendendo as necessidades de quem ali frequentava.

Através de Jamil, o local tomou notoriedade e virou cenário de filmes e novelas, entre elas Avenida Brasil e A Força do Querer, da Tv Globo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *