Início Cabo Frio Obras em escolas de Cabo Frio vão custar R$ 6,4 milhões

Obras em escolas de Cabo Frio vão custar R$ 6,4 milhões

Licitações para reforma da escola Marília Plaisant e construção da escola Luis Lindenberg foram feitas na quinta e na sexta-feira

-

A Prefeitura de Cabo Frio acaba de fazer a licitação para escolha das empresas para a reforma geral da Escola Municipal Professora Marília Plaisant e a construção do novo prédio da Escola Municipal Luiz Lindenberg. Os certames, de ampla concorrência, aconteceram nesta quinta (26) e sexta-feira (27), respectivamente. O custo total das obras vai ficar em R$ 6,4 milhões.

Venceram as construtoras que apresentaram menor valor global para realização das obras. A previsão é que as intervenções tenham início em fevereiro de 2020 após todos os trâmites burocráticos.

A obra da Marília Plaisant, orçada em R$ 467.513, abrange a retirada de escombros, reconstrução do telhado, reforma da cozinha, banheiros e salas de aulas. Também haverá revisão de portas, janelas, portões, das redes elétrica e hidráulica, além da pintura geral de todo o espaço. A empresa ganhadora da licitação foi a Construtora Quito.

A Secretaria Municipal de Educação (Seme) ressalta que o setor administrativo da Escola Marília Plaisant continua atuando no prédio da unidade, pois a área da secretaria escolar não sofreu alterações estruturais.

Já a obra do Luiz Lindenberg foi orçada em cerca de 6 milhões. O projeto prevê edificação de 12 salas de aula, sala de leitura, laboratório de ciências, teatro e quadra esportiva coberta. A construtora responsável será a Ônix Serviços Ltda.

Problemas estruturais – As duas unidades passaram por graves problemas na estrutura que inviabilizaram as atividades de maneira provisória ou mesmo permanente, como no caso do Luis Lindenberg, que acabou demolido em março deste ano.

Os alunos da escola foram deslocados para um prédio na Praia do Siqueira, mas um decreto da prefeitura extinguiu as atividades da unidade durante o ano de 2020, fato que gerou protestos da comunidade escolar.

Já o Marília Plaisant, no Jardim Esperança, teve o desabamento de parte do teto no fim de outubro. Os mais de 400 alunos, alem de professores e funcionários foram realocados na escola Maria Daria Saldanha, no mesmo bairro.

- Advertisment -

Mais lidas

pendik escort kartal escort çekmeköy escort mersin escort türkçe altyazılı porno lezbiyen porno sex hikaye mersin escort bodrum escort