Início Araruama Pesquisa da Fecomércio RJ mostra que 8 em cada 10 empresários estão...

Pesquisa da Fecomércio RJ mostra que 8 em cada 10 empresários estão confiantes na melhora dos negócios no próximo trimestre

Com a liberação de boa parte das atividades, mesmo com algumas restrições, somado ao crescente aumento no número de fluminenses vacinados, a expectativa sobre a retomada econômica se consolida e volta a animar os empresários

-

 A confiança dos empresários do comércio de bens, serviços e turismo do estado do Rio quanto a melhora em seus negócios no próximo trimestre apresentou leve redução em novembro, após alta registrada no mês anterior. É o que revela a nova pesquisa da Fecomércio RJ com comerciantes do setor, realizada entre os dias 1º e 04/11, com a participação de 280 empresários. Apesar da pequena queda, o levantamento manteve a sinalização de otimismo por parte do empresariado do estado do Rio. A última forte retração ocorreu em setembro e interrompeu a sequência de quatro altas consecutivas, iniciada em maio de 2021.

Com a liberação de boa parte das atividades, mesmo com algumas restrições, somado ao crescente aumento no número de fluminenses vacinados com a primeira, segunda dose ou dose única, além da dose de reforço dos idosos, a expectativa sobre a retomada econômica se consolida e volta a animar os empresários.

Em relação às expectativas dos empresários para os últimos meses desse ano e o primeiro do próximo, 80% afirmam que esperam que a situação de seus negócios melhore ou melhore muito, marcando alta de 4,6 pontos percentuais em relação a novembro de 2020. Neste novo levantamento, apenas 14,3% dos entrevistados afirmam que a situação deve continuar igual. Outros 5,7% creem numa piora ou piora acentuada na situação de suas empresas.

A pesquisa aponta, ainda, que para 28,2% dos entrevistados a situação de seus negócios melhorou ou melhorou muito nos últimos três meses, esse é o segundo melhor percentual dos últimos 12 meses. Esse resultado impulsionou o índice de negócios na situação presente, que atingiu o valor recorde de 94,8 pontos. Em relação ao mesmo mês do ano anterior, a variação foi de 15,8 pontos, com destaque para o crescimento dos empresários cuja situação do negócio alcançou a estabilidade. Ainda assim, para 32,1% dos empresários, houve piora ou muita piora na situação atual do negócio. Outros 39,6% acreditam que a situação do seu empreendimento permaneceu igual.

Quando questionados sobre os principais fatores que atualmente limitam o seu negócio 50,7% dos empresários apontam a insuficiência de demanda, e outros 37,7% indicaram as restrições financeiras. Além disso, para 13,1% a falta de espaço e/ou equipamentos é um dos principais impeditivos e por fim, a falta de mão de obra é apontada por 12,3% dos entrevistados.

Rate this post
- Advertisment -

Mais lidas

Rate this post
%d blogueiros gostam disto: