Início Destaque Prefeitura de São Pedro da Aldeia processa Prolagos por despejo irregular de...

Prefeitura de São Pedro da Aldeia processa Prolagos por despejo irregular de esgoto na Lagoa de Araruama

Nove pontos de despejo foram encontrados

-

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Secretaria de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento e da Procuradoria Geral, entrou com uma Ação Civil Pública, nesta quarta-feira (17) contra a concessionária Prolagos por nove pontos de despejo irregular de esgoto sem tratamento na Lagoa de Araruama.

A Secretaria de Ambiente visitou os nove pontos, sendo dois no bairro Campo Redondo, dois no São João, um no Baixo Grande, dois na Ponta do Ambrósio, um no Vinhateiro e um no Porto do Carro. Em todos foi constatado o lançamento irregular de esgoto.

O prefeito Cláudio Chumbinho destacou a importância da ação do município contra a concessionária.

“O município é o poder concedente e a empresa trabalha sob concessão pública. Cabe a nós do governo fiscalizar e cobrar o bom andamento dos serviços, que visivelmente não estão sendo realizados a contento. Agora a situação se encontra com o Poder Judiciário, que certamente tomará as medidas cabíveis”, afirmou

O secretário de Ambiente, Lagoa, Pesca e Saneamento, Luciano Pinto, destacou os motivos que levaram o governo a entrar com a ação.

“Aqui na secretaria, com as vistorias  periódicas que fazemos, constatamos que o sistema de coleta a tempo seco, que é o adotado pela concessionária, não vem funcionando a contento e que o esgoto vem sendo lançado na lagoa mesmo sem chuva,. Identificamos esses nove pontos e cobramos, via judicial agora, que as ações necessárias sejam executadas, além de uma indenização por danos ambientais”, explicou.

A Prolagos deu nota de esclarecimento dizendo que ainda não foi citada na ação civíl pública, e ressaltou que o sistema de esgotamento sanitário existente em São Pedro da Aldeia opera em conformidade com a concepção do modelo Coleta em Tempo Seco, definido pela sociedade em 2004, através do Consórcio Intermunicipal Lago de São João

Ainda disse que a Lagoa de Araruama é um ecossistema que sofre alterações, seja por características próprias, como a baixa renovação da água, evaporação intensa e pouca profundidade, ou externas como o despelo de esgoto in natura durante anos, antes do início da concessão; o descarte incorreto de lixo, resíduos industriais; assoreamento em diversos pontos; entre outros.

Além de tudo, a Prolagos esclareceu que vem contribuindo de forma significativa para a preservação ambiental da Lagoa de Araruama, mantendo suas unidades operando regularmente, apresentando projetos de melhoria contínua como a implantação da rede separadora absoluta de esgoto, em complemento ao sistema atual, já em pose das prefeituras; e viabilizando estudos técnicos para propor as medidas mais efetivas que levem à plena recuperação da Lagoa de Araruama.

- Advertisment -

Mais lidas

'Pedal Outubro Rosa' acontece nesta quinta em Cabo Frio

‘Pedal Outubro Rosa’ acontece nesta quinta em Cabo Frio

Evento tem objetivo de somar com a campanha contra o câncer e de conscientizar sobre a importância da bicicleta