windows 10 pro office 2019 pro office 365 pro windows 10 home windows 10 enterprise office 2019 home and business office 2016 pro windows 10 education visio 2019 microsoft project 2019 microsoft project 2016 visio professional 2016 windows server 2012 windows server 2016 windows server 2019 Betriebssysteme office software windows server https://softhier.com/ instagram takipçi instagram beğeni instagram görüntüleme instagram otomatik beğeni facebook beğeni facebook sayfa beğenisi facebook takipçi twitter takipçi twitter beğeni twitter retweet youtube izlenme youtube abone instagram

Início Destaque Procon aldeense orienta consumidores sobre os direitos na hora de abastecer

Procon aldeense orienta consumidores sobre os direitos na hora de abastecer

Alta nos preços pode facilitar a venda de combustíveis por preços abusivos

-

Em função das seguidas altas no preço dos combustíveis, o Procon de São Pedro da Aldeia orienta os consumidores sobre os cuidados que devem ser tomados durante o abastecimento de veículos. 

O coordenador do órgão aldeense, Marcio Lisboa, alerta sobre os direitos que podem ser exigidos no ato da compra.

“É importante lembrar que o preço do produto precisa ser exibido claramente pelo posto. Não pode constar um valor nas placas e outro nas bombas, mesmo que ele tenha sido alterado há pouco. O consumidor também tem direito de ser informado sobre qual combustível é mais vantajoso, por exemplo, entre etanol e gasolina, e é irregular a limitação da compra”, explicou. 

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) possui a Resolução Nº 9, de 9 de 2007, (Art.8, itens 3 e 4) que assegura o direito do consumidor solicitar, a qualquer momento, testes de qualidade e de quantidade do combustível. Com o uso de um galão, o estabelecimento pode demonstrar que a quantidade marcada na bomba é a mesma depositada no recipiente. 

A diferença permitida é de 60 ml para menos e 100 ml para mais. Para o teste de qualidade, uma proveta precisa ser utilizada para verificar o percentual de álcool misturado à gasolina, que deve estar em torno de 27%.

Outro direito do consumidor é ter acesso, claro, à origem do combustível. Para isso, o nome da distribuidora deve aparecer de forma clara nas bombas. A nota fiscal, que contém informações mais detalhadas sobre as taxas que compõem o valor final do combustível, também pode ser exigida. Nela o consumidor poderá verificar o valor do frete do produto, dependendo do posto; do ICMS; valor do PIS/PASEP e da Cofins e o valor da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico – CIDE Combustíveis.

O Procon orienta os moradores a denunciar as irregularidades por meio dos telefones  (22) 2627-6086, que funciona como Whatsapp, ou por ligação através do número (22) 2321-0848. Também é possível obter informações presencialmente na sede do órgão, localizada na Rua Hermógenes Freire da Costa, nº 136, no Centro, atrás do Fórum.

Rate this post
- Advertisment -

Mais lidas

Rate this post
%d blogueiros gostam disto: