Início Cabo Frio Roda de Conversa aborda Políticas Públicas para a população negra em Cabo...

Roda de Conversa aborda Políticas Públicas para a população negra em Cabo Frio

Representantes da coletividade negra discutiram pautas intersetoriais e a implementação de iniciativas antirracistas na rede municipal

-

Dando continuidade a programação do Novembro Negro, diversos representantes de movimentos sociais se reuniram para discutir coletivamente demandas de inclusão social e combate ao racismo em Cabo Frio. O encontro aconteceu na Casa do Bicentenário, nesta sexta-feira (19).

Promovida pela Prefeitura, por meio da Coordenadoria Geral de Promoção da Igualdade Racial, a iniciativa teve a finalidade de abrir um espaço de escuta para os representantes, visando a implementação e o fortalecimento de políticas públicas para a população negra, além de promover inúmeras pautas antirracistas.

Com o objetivo de transferir as vivências individuais para a aplicação coletiva, cada representante destacou necessidades da população negra, pontuando a implementação de políticas públicas.

“As necessidades da população negra não podem ser discutidas apenas no novembro negro. É importante que as experiências individuais sejam sempre trazidas, em busca de criarmos políticas públicas voltadas para o tema específico”, disse o coordenador de Igualdade Racial, Manoel Justino.

Dentre as demandas abordadas, foram expostas a necessidade de ações de saúde mental para a população negra, tendo diversas linhas de atuação, principalmente os reflexos causados pelo racismo em suas inúmeras vertentes. Ainda na área da saúde, foram expostas necessidades como o combate às violências obstétricas e acompanhamento de pré-natal, objetivando a prevenção de doenças como diabete gestacional, hipertensão, anemia neonatal falciforme, entre outras patologias que possam acometer a gestante e o recém-nascido.

Os participantes abordaram ainda temas como construção de posturas combativas ao racismo nas redes de educação, através de professores, equipes pedagógicas, direção e alunos, combate à prática de assédio moral em espaços de trabalho, assistência e mapeamento de terreiros e casas de religião de matriz africana, composição do Conselho de Promoção da Igualdade Racial, criação do Conselho de Diversidade Religiosa e combate à Intolerância Religiosa, entre outros temas.

​​​Programação Novembro Negro

Realizado pela Prefeitura de Cabo Frio, o Novembro Negro será realizado até o fim do mês, discutindo e promovendo o fomento às pautas antirracistas em todas as esferas. No dia 23 de novembro, duas ações marcam a promoção da cultura negra no município. Às 9h a Escola Agrícola Municipal Nilo Batista terá apresentação do grupo musical “Rayses”, do Quilombo Botafogo. A ação faz parte também das atividades do projeto “Cultura Viva nas Escolas”, em parceria com a Secretaria de Cultura. Às 18h vai acontecer na Praça da Cidadania um aulão de capoeira e dança afro, ambos abertos à comunidade.

O Charitas será palco de uma roda de conversa com o tema “O jovem negro na sociedade cabo-friense”. A atividade, gravada previamente, será transmitida às 17h do dia 24 de novembro, pelo canal de YouTube da Secretaria de Educação. Discutirão o tema Tainara Oliveira, ouvidora geral da Prefeitura; Victor Pires, jornalista, produtor, empreendedor e dançarino de Charme; Guilherme Teixeira, advogado; Mariana de Freitas, professora; Joice Emiliano, artesã de turbantes e bijuterias afro; Priscilla Anacleto, podóloga, manicure e missionária, e Thaís Maria Cruz de Moura, microempreendedora e fotógrafa.

No dia 26 de novembro, das 9h às 16h, vai acontecer o concurso de beleza negra “Agbara”, na sede da Secretaria de Educação (Largo Santo Antônio, 131 – Centro). Na ocasião, serão exibidas fotografias dos participantes, divididas em duas categorias: professores e funcionários das unidades escolares, e alunos da rede municipal a partir de 13 anos. As fotos serão selecionadas por uma comissão julgadora, que já recebeu os materiais com antecedência. Os vencedores serão premiados com brindes, cursos de inglês até um fim de semana na cidade de Búzios.

O encerramento das atividades acontece no dia 30 de novembro, às 9h30, na Escola Municipal Nilo Batista, com um almoço típico: a feijoada quilombola. Entre as atividades que marcarão o encerramento, está apresentação de capoeira, de ciranda com o grupo de mulheres do Quilombo Baía Formosa, e música com Rafa Fellove com o Coletivo Griot. Além disso, haverá oficina de abayomis, que serão distribuídas aos participantes da atividade; de turbantes, com Joice Emiliano, do Projeto Afronta Lagos, e de poesia com a escritora e blogueira Nathalia Laryssa do Amaral.

Rate this post
- Advertisment -

Mais lidas

Rate this post
%d blogueiros gostam disto: