Salineira realiza treinamentos para otimizar o uso do combustível

Motoristas participam de palestras e atividades práticas que visam contribuir com a empresa e a sociedade na economia do óleo diesel

0
215
Motoristas participam de palestras e atividades práticas que visam contribuir com a empresa e a sociedade na economia do óleo diesel. Foto: Divulgação/ Salineira

A operação do transporte coletivo de passageiros não consiste em uma atividade simples como está no imaginário popular. E nesta complexidade, o grupo Salineira vem enfrentando o desafio de sobreviver às consequências de uma pandemia e mais recentemente, a uma guerra que tem desestabilizado a economia mundial, principalmente nos aumentos sistemáticos dos combustíveis.

Na Salineira, o custo do óleo diesel representa mais de 30% dos gastos operacionais do sistema e é fundamental que sejam desenvolvidas estratégias para economizá-lo. Certamente, isto envolve ações que incluem a implementação de novos processos e tecnologias que devem alcançar desde a manutenção dos veículos até a operação. As ações transcendem, inclusive, a própria empresa, pois abrangem também o estado das vias por onde os veículos transitam. Neste caso, a responsabilidade sobre ações pertence aos poderes públicos (municipal, estadual e federal).

Outro aspecto fundamental que deve ser considerado tem a ver com a preservação do ecossistema ao contribuir com a redução dos índices de poluição e com a diminuição dos acidentes. Afinal, a organização do ambiente urbano e a operação responsável do sistema de transporte também contribuem com a qualidade de vida das pessoas.

Ao observar as necessidades da empresa, da sociedade e dos colaboradores, foi criado o Programa de Eficiência de Combustível (ECO+), um projeto que visa garantir uma operação mais eficiente e técnica na condução dos coletivos. Os motoristas são estimulados a manter uma condução econômica, consumindo menos combustível, o que também evita o desgaste prematuro de peças e componentes, além de evitar quebras técnicas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here