Início Destaque São Pedro da Aldeia celebra Dia Internacional da Mulher com live e...

São Pedro da Aldeia celebra Dia Internacional da Mulher com live e documentário em curta-metragem

Na transmissão ao vivo, convidadas irão abordar a realidade feminina na sociedade. Já o documentário irá relatar a história de personalidades tradicionais da cidade

-

Para marcar o Dia Internacional da Mulher, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH) de São Pedro da Aldeia promoverá uma live sobre a realidade feminina na sociedade e o contexto histórico da data, na próxima segunda-feira (8). A transmissão ao vivo será às 14h na página oficial da prefeitura no Facebook. Um documentário em curta-metragem, com depoimentos de mulheres que fizeram história na cidade, também será divulgado nas redes oficiais da administração municipal.

Participará da live a presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (Cedim) e integrante da Associação de Mulheres Empreendedoras Acontecendo em Saquarema (AMEAS), Edna Calheiros; além da advogada e ex-coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), Tereza Tenam. A transmissão será mediada pela coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres do município, Renata Santos. 

A campanha Sinal Vermelho, desenvolvida no município aldeense, também será tema da conversa. A iniciativa oferece uma alternativa segura para que mulheres em vulnerabilidade possam pedir ajuda em farmácias por meio do símbolo “X” desenhado na palma da mão.

Curta-metragem conta trajetória de mulheres aldeenses 

Para o documentário em curta-metragem, foram entrevistadas três mulheres com fortes ligações às histórias e às tradições do município. Maria de Fátima Prado Fonteles, responsável pela Organização Não Governamental (ONG) Patotinha da Aldeia, há aproximadamente 13 anos, falou sobre as dificuldades que enfrentou ao acolher famílias em vulnerabilidade durante todos esses anos. Ela atua no atendimento a crianças com aulas de reforço e atividades de pintura.

“Tem jovem que acompanho há 17 anos, são como meus filhos. Eu cobro, pergunto se está participando de algum projeto”, disse.

Dona Guimar, moradora do Centro, compartilhou um pouco das suas vivências no município, especialmente às que adquiriu no tempo em que esteve à frente da Pestalozzi. Ela foi, também, a primeira servidora nomeada na Câmara de Vereadores, com matrícula 001. 

“Eu nasci aqui, fui criada aqui. Com 13 anos já fazia os requerimentos de quem queria tirar título de eleitor”, contou. Atualmente, faz parte do Conselho Municipal de Segurança.

A moradora da Baleia, Dona Alzira Rufino, frequenta a cidade desde muito jovem.

“Comecei a pescar com o meu pai aos 21 anos na Lagoa de Araruama, ele tinha uma canoa. Depois que me aposentei comprei meu próprio barco, vendo meu peixe para ganhar um dinheiro extra. Só vou embora daqui quando Deus quiser”, afirmou.

- Advertisment -

Mais lidas

pendik escort kartal escort çekmeköy escort mersin escort türkçe altyazılı porno lezbiyen porno sex hikaye mersin escort bodrum escort