Início Araruama Sensores para monitorar a Lagoa de Araruama são instalados

Sensores para monitorar a Lagoa de Araruama são instalados

Ação faz parte do estudo de hidrodinâmica da laguna realizado pela Coppe/UFRJ a pedido da Prolagos

-

Uma estação meteorológica e quatro sensores foram instalados em pontos estratégicos da Lagoa de Araruama para subsidiar o estudo de hidrodinâmica realizado pela Coppe/UFRJ a pedido da Prolagos. Essa iniciativa tem como objetivo criar um sistema de simulação computacional para mostrar a resposta da Lagoa de Araruama a cada ação proposta. É possível simular dragagens, abertura de canais em diferentes pontos e acompanhar o que vai acontecer com a qualidade da água a partir de cada uma dessas medidas.

Nesta etapa estão sendo realizados estudos de campo para monitorar a velocidade e direção do vento e o nível da lagoa. “Esses medidores permitirão que o modelo hidrodinâmico seja calibrado, identificando as mais diversas variáveis. Com isso, poderemos verificar, antes de fazer investimentos, se as ações propostas terão mais efetividade”, explicou o doutor em Oceanologia, professor Julio Wasserman, coordenador adjunto do projeto, que tem a coordenação geral do professor doutor Paulo Cesar Rosman, Ph.D. em Engenharia Costeira.

De acordo com o pesquisador, os sensores deverão permanecer por cerca de 15 dias e os dados serão inseridos no programa que fará as simulações. “Estamos construindo elementos de conhecimento da Lagoa de Araruama. Esta é a primeira vez que é feito o monitoramento simultâneo de diversos pontos. Com as informações coletadas, esperamos que o modelo computacional represente fielmente a realidade”, disse Otávio Pecly, da área de engenharia costeira e oceanográfica da Coppe/UFRJ.

O projeto é comemorado pelo ambientalista Arnaldo Vila Nova, da Ong Viva Lagoa, que há mais de 40 anos se dedica a estudar a lagoa. “Este estudo vai orientar onde mexer na laguna, onde dragar, abrir ou fechar. Será uma ferramenta muito mais apropriada e nos permitirá trabalhar com mais eficiência e aplicar recursos onde, efetivamente, dará um melhor resultado”, acrescentou o Arnaldo.

O projeto tem duração de seis meses e ao final o documento será compartilhado com representantes dos governos Federal, Estadual e Municipal e Consórcio Intermunicipal Lagos São João para que tenham subsídios técnicos para definirem suas ações em prol da Lagoa de Araruama.

- Advertisment -

Mais lidas

'Pedal Outubro Rosa' acontece nesta quinta em Cabo Frio

‘Pedal Outubro Rosa’ acontece nesta quinta em Cabo Frio

Evento tem objetivo de somar com a campanha contra o câncer e de conscientizar sobre a importância da bicicleta