Início Armação dos Búzios Sistema de esgotamento sanitário da Região dos Lagos recebe melhorias

Sistema de esgotamento sanitário da Região dos Lagos recebe melhorias

Prolagos investe na reforma de unidades, ampliação de rede coletora e em manutenções preventivas

-

A ampliação da rede coletora de esgoto, melhorias operacionais, reformas e trocas de equipamentos nas estações de tratamento e no sistema de captação sào algumas ações desenvolvidas pela Prolagos ao longo de abril com foco no aperfeiçoamento no sistema de esgotamento sanitário nos municípios da área de concessão: Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia.

Saindo dos imóveis, passando pela rede coletora, unidades de bombeamento até chegar às estações de tratamento, o esgoto percorre um grande caminho até retornar ao meio ambiente dentro dos padrões estabelecidos pelas autoridades ambientais, fechando o ciclo a água.
 
Em Búzios, próximo à Praia da Armação, foram assentados 40 metros de rede coletora de esgoto na Avenida José Bento Ribeiro Dantas, no trecho a partir da esquina com a Travessa Santana, no bairro Village de Búzios. Após a finalização dos serviços que amplia a cobertura na parte central, os imóveis foram interligados ao sistema.

O esgoto coletado nos imóveis nesta localidade seguirá por uma tubulação exclusiva até a estação de tratamento, no bairro São José, passando por um sistema de bombeamento, que inicia pela Estação Elevatória dos Ossos.

O balneário conta ainda com o sistema separador absoluto nos bairros Centro, João Fernandes, Geribá e Manguinhos, onde recentemente foi inaugurada uma nova estação elevatória, a Porto da Barra 2. Ainda em Búzios, a elevatória Bambuzal recebeu novos tubos guias.
 
As estações de tratamento também receberam melhorias. Em Cabo Frio, o adensador do lodo foi reformado e em São Pedro da Aldeia, a restruturação na área que recebe os resíduos que chegam pelos caminhões limpa fossa aumentou a retenção de areia antes do início do tratamento preliminar, contribuindo para a preservação dos equipamentos e das tubulações que fazem parte do processo de tratamento.
 
A unidade teve ampliada a capacidade do sistema de desidratação do lodo resultante do tratamento e ganhou uma nova centrífuga, equipamento responsável por esta fase. A estação de Búzios recebeu a mesma intervenção.

“Esta etapa é fundamental para garantir a eficiência de todo o tratamento. Enquanto parte da massa orgânica retorna aos reatores biológicos para manter o controle e o equilíbrio do sistema, o restante é desidratado pela centrífuga e encaminhado ao aterro sanitário”, explica o gerente operacional Mário Gonçalves.
 
As ações fazem parte do Programa de Melhoria Contínua no Sistema de Esgotamento Sanitário dos cinco municípios da área de abrangência da Prolagos.

- Advertisment -

Mais lidas