Início Cabo Frio Voluntários promovem ceia de Natal para pessoas em situação vulnerável em Cabo...

Voluntários promovem ceia de Natal para pessoas em situação vulnerável em Cabo Frio

Ação foi realizada na Casa de Passagem por colaboradores da Prolagos em parceria com a Prefeitura de Cabo Frio

-

Uma ceia de Natal farta com tender, frango assado, panetone, rabanada, música ao vivo e o principal, muito amor. Foi desta forma que o Comitê de Voluntariado da Prolagos, formado por colaboradores da concessionária, celebrou a data antecipadamente com os internos da Casa de Passagem de Cabo Frio, unidade da prefeitura que faz o acolhimento da população em situação de rua. O evento, que reuniu os 53 homens e mulheres abrigados, foi organizado pelos próprios voluntários com o apoio da Prefeitura de Cabo Frio, por meio da secretaria de Assistência Social.

A ação uniu o tempo, o talento para cozinha e os materiais para contribuir com a melhoria da qualidade de vida do outro.

“A ideia surgiu por causa do espírito natalino. A gente queria realizar uma ação no Natal e a ideia era fazer uma ceia para as pessoas que estão em situação mais vulnerável da forma que a gente realiza na nossa casa. Com o mesmo afeto, com a mesma celebração, com o mesmo amor, proporcionando um momento de comunhão e de troca com essas pessoas”, explica Roberta Silva, que atua no presidente do Comitê de Voluntariado.

Durante todo o ano os voluntários realizam ações como doações de mantas no inverno, distribuição de kits de higiene para pessoas desabrigadas, apadrinhamento de crianças para doação de presente de Natal, e até a reforma de uma biblioteca, na Associação de Moradores do bairro Recanto do Sol, em São Pedro da Aldeia.

“Essa população precisa ser observada, olhada, entendida, escutada. E a mensagem que a Prolagos está trazendo aqui é uma mensagem muito bacana, de alguém que se importa. De alguém que está disposto a disponibilizar seu tempo e seus recursos para simplesmente fazer alguém feliz”, ressalta Gustavo Lopes, coordenador do Centro de Acolhimento.

Cabo Frio conta com duas unidades para abrigar pessoas em situação de rua: o Centro de Acolhimento e a Casa de Passagem. Juntas eles abrigam 53 pessoas, onde elas podem pernoitar e ter acesso a 5 refeições diárias.

“A intenção é que a gente se aproxime do assistido, crie vínculo com ele até que consiga inseri-lo no acolhimento e, junto com a equipe técnica, traçar um plano de ação para ressocializá-lo”, pontua Mariana Rangel, superintendente da Proteção Social Especial do município.

Rate this post
- Advertisment -

Colunas

Mais lidas

Rate this post
%d blogueiros gostam disto: