windows 10 pro office 2019 pro office 365 pro windows 10 home windows 10 enterprise office 2019 home and business office 2016 pro windows 10 education visio 2019 microsoft project 2019 microsoft project 2016 visio professional 2016 windows server 2012 windows server 2016 windows server 2019 Betriebssysteme office software windows server https://softhier.com/ instagram takipçi instagram beğeni instagram görüntüleme instagram otomatik beğeni facebook beğeni facebook sayfa beğenisi facebook takipçi twitter takipçi twitter beğeni twitter retweet youtube izlenme youtube abone instagram

Início Cabo Frio Cabo Frio se classifica na primeira etapa do edital "Cidades que Transformam"

Cabo Frio se classifica na primeira etapa do edital “Cidades que Transformam”

Projeto busca auxiliar cidades a se tornarem mais sustentáveis e inovadoras

-

A cidade de Cabo Frio está entre as 30 classificadas na primeira etapa do edital “Cidades que Transformam”, do GNova Transforma da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), entidade vinculada ao Governo Federal. Inscrita com o projeto intitulado “Cultura Transforma”, a Prefeitura passou para a próxima fase por meio da Secretaria de Cultura, que classificou sua proposta entre 149 projetos de todos os cantos do país. No final do processo, somente dez projetos serão contemplados.  
 

A Enap busca apoiar projetos dos municípios que queiram receber apoio técnico e metodológico na construção de soluções que contribuam para alcançar os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, e ajudará as cidades a desenvolverem projetos que visem a torná-las mais sustentáveis, inclusivas, diversas e empreendedoras. Um dos objetivos é fortalecer as capacidades municipais para criar e implantar soluções que respondam às necessidades da população.  
 

A segunda etapa do processo de classificação vai acontecer na próxima quarta-feira (13), com a explicação virtual do projeto, que será apresentado pela equipe do Departamento de Editais de Fomento à Cultura, da Secretaria de Cultura de Cabo Frio. Na apresentação, a equipe vai debater a proposta e fazer os esclarecimentos adicionais sobre o problema ou desafio público, onde uma banca de especialistas avaliará a apresentação. O resultado dos dez projetos aprovados será divulgado no dia 18 de outubro.  
 

PROJETO CULTURA TRANSFORMA  
 

No projeto inscrito no edital, Cabo Frio pretende capacitar agentes culturais nas periferias da cidade, se comprometendo com o eixo de igualdade racial e de gênero. Um dos desafios públicos vai ser aumentar a adesão de jovens negros, homens e mulheres às políticas culturais da cidade. Os agentes culturais participantes devem estar na faixa etária de 15 a 29 anos e serem moradores de bairros em vulnerabilidade social.  
 

A iniciativa também tem o objetivo de funcionar como um mecanismo de proteção social e de garantia do direito à Cultura, tendo em vista que a publicação do Relatório de Pessoas em Vulnerabilidade Social, da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, mostra que jovens negros nessa faixa etária têm os maiores índices de mortes causadas por homicídio em Cabo Frio.  
 

O perfil do público a ser atendido foi traçado com base nos percentuais da ferramenta de mapeamento do cadastro de artistas da cidade, que identificou, de acordo com os maiores índices de violência urbana, déficit nos seguintes bairros: Boca do Mato, Cajueiro, Manoel Corrêa, Monte Alegre, Jardim Esperança, Jardim Peró, Tangará e Parque Eldorado, além das comunidades quilombolas de Botafogo, Espírito Santo, Maria Joaquina, Maria Romana e Preto Forro.  
 

JORNADA DE INOVAÇÃO E AGENDA 2030  
 

Caso Cabo Frio fique entre os selecionados, as equipes da Prefeitura irão participar de uma jornada de inovação com apoio técnico e metodológico da equipe de transformação governamental da Enap e de seus parceiros. Os projetos selecionados podem, por exemplo, redesenhar um serviço público para melhorar a experiência dos seus usuários, ou definir estratégias para aumentar o impacto de uma política pública.  
 

A jornada também irá contribuir para desenvolver competências de inovação nas equipes, que terão oportunidade de conhecer novos conceitos e metodologias, realizar trocas de experiências com gestores municipais que enfrentam desafios semelhantes, fazer conexões com gestores de programas públicos federais, consultar especialistas e colocar a mão na massa para resolver o problema local.  
 

A iniciativa está relacionada à Agenda 2030, coordenada pela Organização das Nações Unidas (ONU), que é um compromisso global assumido em 2015 por 193 países, incluindo o Brasil. Trata-se de uma Agenda ambiciosa com vista ao objetivo de erradicação da pobreza e ao desenvolvimento econômico, social e ambiental à escala global.  

5/5 - (1 vote)
- Advertisment -

Mais lidas

5/5 - (1 vote)
%d blogueiros gostam disto: