Mulheres vítimas de violência doméstica têm prioridade no sistema nacional de emprego no estado

Para obterem a prioridade, as mulheres devem apresentar cópia e original do Registro de Ocorrência baseado na Lei Maria da Penha

0
150
Para obterem a prioridade, as mulheres devem apresentar cópia e original do Registro de Ocorrência baseado na Lei Maria da Penha. Foto: Divulgação/ Internet

As mulheres vítimas de violência doméstica passam a ter prioridade no processo seletivo do Sistema Nacional de Emprego (SINE) no Estado do Rio. É o que prevê a Lei 9.802/22 de autoria do deputado Samuel Malafaia (PL), sancionada pelo governador Cláudio Castro e publicada na edição da última sexta-feira (22) do Diário Oficial.

Para obterem a prioridade, no ato da inscrição, as mulheres devem apresentar cópia e original do Registro de Ocorrência baseado na Lei Maria da Penha. A prioridade será das mulheres desempregadas, seguidas das mulheres que possuam emprego, mas em razão de comprovada ameaça, precisem mudar.

A prioridade só vale para o encaminhamento da candidata para a entrevista de emprego.

“É notório o fato de grande parte das mulheres viverem o sofrimento da violência doméstica em razão de não terem como prover seu sustento, nem de seus filhos. Neste sentido, este projeto vai ao encontro do que muitas mulheres desejam, que é uma oportunidade para um emprego”, afirmou o deputado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here