Nesta semana, a Guarda Civil Municipal de Cabo Frio recebeu autorização para utilizar armamento não letal durante as abordagens. De autoria do vereador Coronel Ruy França, a lei foi sancionada na última terça-feira (02), pela prefeita Magdala Furtado. A medida visa permitir que a Guarda Municipal exerça suas funções de forma mais eficaz e segura.

A aprovação é considerada um passo significativo para fortalecer as ações de segurança pública na cidade. O armamento não letal é uma alternativa menos agressiva em situações que exigem intervenção policial, reduzindo o risco de fatalidades e danos permanentes. Assim, o uso desse tipo de armamento pode contribuir para a dissuasão de crimes e para o controle de distúrbios sem comprometer a vida dos envolvidos.

Com a implementação da lei, a esperança é que a população de Cabo Frio possa contar com uma abordagem mais segura e eficiente por parte das autoridades locais, promovendo um ambiente mais pacífico e protegido para todos. No entanto, o uso responsável e treinado desse tipo de armamento pela Guarda Civil Municipal é uma exigência para que as equipes possam começar a utilizar os equipamentos dentro dos protocolos legais e em conformidade com os direitos humanos.

Segundo a Prefeitura de Cabo Frio, os armamentos não letais serão incluídos entre os equipamentos da Guarda Municipal após a passagem do período eleitoral. As capacitações acontecem após a entrega dos equipamentos as equipes.

“A Lei sancionada recentemente em Cabo Frio é autorizativa, mas não determina a utilização imediata do material. A próxima etapa será a busca de recursos para aquisição de materiais e capacitação dos agentes. Em decorrência do calendário eleitoral, o município não pode fazer licitações, então a gestão vai iniciar a busca para futura captação de recursos.”, disse a prefeitura, através de nota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *