Uma operação conjunta entre os agentes da Secretaria do Meio Ambiente e da Coordenadoria de Assuntos Fundiários desbaratou, neste sábado (15) uma quadrilha de traficantes de animais silvestres que atuava no Distrito de Tamoios. Foram apreendidos mais de 50 pássaros de diversas espécies e dois micos-leões-dourados, que já estavam em uma jaula, prontos para serem levados para uma feira na cidade de Duque de Caxias. A Polícia Militar foi chamada e prendeu duas pessoas em flagrante.

A operação foi resultado das denúncias recebidas pelos fiscais da Secretaria do Meio Ambiente, que solicitaram auxílio dos fiscais da Coordenadoria de Assuntos Fundiários. Após a chegada da Polícia Militar é que os agentes públicos foram até a casa dos denunciados e apreenderam, no local, mais de 50 pássaros de várias espécies e dois micos-leões-dourados, que já estavam em uma gaiola, prontos para serem levados para serem vendidos na feira de Duque de Caxias, segundo confessou o dono da casa.

A Polícia Militar prendeu em flagrante o dono da casa onde estavam os animais e a pessoa que iria levar os micos para a comercialização. Durante a operação, um dos micos, que já estava bastante debilitado, morreu.

A polícia e os agentes municipais trabalham, agora, para encontrar a pessoa que capturava os animais, inclusive dentro da APA do Rio São João e no Parque Natural Municipal do Mico-Leão-Dourado.

“Temos que parabenizar o trabalho de inteligência dos nossos agentes, que esperaram o momento certo para agir e desbaratar todo o esquema, desde a caça, o cativeiro e a comercialização. Os pássaros e o mico serão avaliados e recuperados para serem devolvidos à natureza assim que possível”, afirmou o secretário de Meio Ambiente Mario Flavio Moreira”.

“Nós, que atuamos contra as invasões de áreas ambientais, já vínhamos percebendo a atuação de caçadores em Tamoios, e não poderíamos deixar de dar o apoio solicitado pelo Meio Ambiente. Gostaria de agradecer aos Policiais do 25º BPM, lotados na DPO de Tamoios, pelo pronto atendimento à nossa chamada. Esperamos que, agora, quem comete esse tipo de crime, pense duas vezes antes de agir, pois estamos alertas”, disse o coordenador de assuntos Fundiários, Ricardo Sampaio.

A população pode denunciar crimes ambientais pelo e-mail secmacabofrio@gmail.com. O anonimato é garantido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *