“Potencial coletivo” é tema da roda de conversa na quinta (21), no Jardim Esperança, em Cabo Frio

Encontro acontece na sede da Secretaria de Assistência Social, às 9h

0
83

Na próxima quinta (21), às 9h, a Prefeitura de Cabo Frio vai promover uma roda de conversa com o tema “Mecanismos para reconhecer seu potencial coletivo”, na sede da Secretaria de Assistência Social, no Jardim Esperança. A palestra será ministrada pela psicóloga Shirley Serpa, da Superintendência de Políticas Públicas de Prevenção às Drogas.

De acordo com a palestrante, o tema vai discutir a importância de entender os riscos e as consequências negativas da utilização das drogas para criar estratégias coletivas de prevenção contra a dependência química. Segundo ela, o objetivo das estratégias “é reforçar a resiliência e, consequentemente, ter uma qualidade de vida mental e social mais saudável junto ao coletivo”.

“Vamos abordar aspectos para tentar compreender os fatores que podem levar uma pessoa a consumir drogas, especialmente pessoas em situações de vulnerabilidade social e emocional. Faremos uma reflexão sobre como conhecer as fraquezas, as angústias e como podemos trabalhar as potências em coletividade para aumentar a autoestima, o autocuidado e bem-estar, a fim de evitar futuras recaídas”, explica a psicóloga Shirley Serpa.

Toda semana, desde fevereiro deste ano, a Superintendência dos Direitos da Mulher tem promovido rodas de conversa com temas variados, sejam sobre os serviços prestados pela Secretaria de Assistência Social e o governo de forma geral, sejam sobre temas de relevância para a população.

Até agora, 11 temas foram discutidos nas rodas de conversa como “Direitos das mulheres na área jurídica”, “Impacto e consequências do isolamento social da pandemia nas relações sociais e familiares” e “Quebrando o tabu: o que é pessoa com deficiência?”.

Também já foram discutidos assuntos como “Mulher e trabalho”; “Combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes”; “Esclarecimentos sobre os serviços de convivência”; “O que eleva a sua autoestima?”; “Orgulho autista”; “Atribuições do Conselho Tutelar”, “Planejamento Familiar” e “Arriscar é viver”.

A roda de conversa já contou com a colaboração das superintendências de Políticas Públicas de Prevenção às Drogas; da Pessoa com Deficiência e da Proteção Social Básica, além de equipes do Centro de Saúde Oswaldo Cruz, ligado à Secretaria de Saúde.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here