Cidades da Região dos Lagos homenageiam Victorino Carriço, que faria 110 anos

Considerado um ícone da cultura e da política, Victorino compôs hinos, como o de Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Arraial do Cabo

0
126
Considerado um ícone da cultura e da política, Victorino compôs hinos, como o de Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Arraial do Cabo. Foto: Divulgação/ Internet

Os versos e as canções de Victorino Carriço serão lembrados na Região dos Lagos nesta semana em que o poeta faria 110 anos. Ele nasceu no dia 29 de julho de 1912, no Baixo Grande, em São Pedro da Aldeia. Considerado um ícone da cultura e da política, Victorino deixou um importante legado. Publicou os livros “Mar e Amar”, “Vidas Mortas” e “Se Voltares”; compôs hinos, como o de Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Arraial do Cabo; e pertenceu a 34 associações culturais, algumas no exterior, como Itália, Argentina, Uruguai, França, Espanha, República Dominicana e México.

Sua obra e sua figura marcante também ficaram eternizadas em ruas e praças que receberam o seu nome em vários municípios da Região dos Lagos. Em reconhecimento à importância de Victorino Carriço para a Região dos Lagos, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio, Alerj, concedeu a ele a maior honraria, a Medalha Tiradentes ‘post mortem’ em 2015.

“Meu avô era um apaixonado pela Região dos Lagos e transformava em poesia tudo o que via. Cada hino, música, poesia, tudo foi escrito com a grandeza da alma de um poeta e compositor. Victorino Carriço deixou um legado cultural imenso e tenho muito orgulho disso. Vamos homenageá-lo sempre. Ele merece”, declarou a neta Fernanda Carriço, que cuida da obra do avô.

“Vamos cantar as músicas dele, celebrar essa existência que nos enche de orgulho”, disse Junior Carriço, o neto músico que interpreta as canções de Victorino Carriço.

Poesia na essência

A poesia fez parte dos seus dias até os últimos anos de vida. Da janela de sua casa, “Santinho”, como era carinhosamente chamado, dedicava versos a quem passava na rua, mesmo quando já estava acamado. O poeta morreu em 2003, aos quase 91 anos.

Seus amigos, familiares e admiradores poderão apreciar suas composições nas celebrações que acontecerão em Arraial do Cabo, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia. Confira a programação:

Arraial do Cabo

Dia 28, quinta-feira – homenagem no Cinema Municipal, às 18h.
Dia 29, sexta-feira – homenagem na Câmara Municipal, com hasteamento da Bandeira e execução do Hino da cidade, de sua autoria.

Cabo Frio

Dia 29, sexta-feira – apresentação do músico Júnior Carriço, neto de Victorino, e recital de poesia, na Praça Gentil Gomes de Faria, Passagem, a partir das 18h.
A prefeitura também preparou um material audiovisual em homenagem ao poeta e vai veicular nas redes oficiais do município.

São Pedro da Aldeia

A Secretaria de Cultura produziu um vídeo com a participação dos netos do poeta, Fernanda Carriço e Júnior Carriço, que falaram sobre seu avô e cantaram a canção “Voltei ao Baixo Grande”, dedicada ao bairro onde ele nasceu e viveu até sua juventude. O vídeo será veiculado nas redes sociais e site da prefeitura.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here