Direto da Fonte | A política da Região dos Lagos nesta sexta-feira (05/08)

Poltronas Luxuosas em São Pedro da Aldeia; Caso Ceperj respinga na Aldeia; O pedido do prefeito Aldeense e o apoio a Freixo mantido pelo PT

Poltrona luxuosa e cara em São Pedro da Aldeia

Os ventos uivam pela aldeia dizendo que tem “cadeira de ouro” entrando no orçamento da prefeitura. De ouro porque imagine que está programado um pregão eletrônico no valor de pouco mais de 61 mil reais para a aquisição de 16 cadeiras poltronas executivas para o próximo dia 12. Imaginou? O valor destinado a cada poltrona executiva é de até cerca de 4 mil reais. Sabe aquela frase? “É legal, mas é imoral”… Então, aí é com vocês!

Caso Ceperj respinga na Aldeia

Cabos eleitorais de um candidato Aldeense, que estariam lotados na Ceperj, ameaçam pular do barco e aportarem para trabalhar em outras candidaturas. Isso porque a denúncia de lotação de cargos na Ceperj com fins políticos fez com que pagamentos de salários fossem suspensos. Pelos últimos acontecimentos, muita gente da política da região deve estar preocupada com os rumos que essas denúncias do governo Cláudio Castro podem tomar.

Dizem as más línguas…

Em São Pedro da Aldeia dizem as más línguas que o encontro promovido ontem para recepcionar o candidato a deputado federal, Max lemos, teve uma certa forçação de barra do prefeito Fabio do Pastel. Se comenta nos corredores da prefeitura que o prefeito ligou intimando os coordenadores a levarem seus subordinados à reunião política para poder fazer número e mostrar que ele é um bom cabo eleitoral.

Ainda em SPA

O ex-vice-prefeito de São Pedro, Mauro Lobo, retirou a candidatura a Deputado Federal, pelo partido Avante, para apoiar o empresário do ramo gastronômico, João Diniz. Na foto vemos Mauro com João e com o presidente do partido em Iguaba Grande, Vinicius Lavalle.

Apoio a Freixo mantido pelo PT

A disputa interna entre o PSB e o PT do Rio veio à tona esta semana com o episódio da “ameaça” de rompimento de apoio do Partido dos Trabalhadores à candidatura de Marcelo Freixo ao governo do estado. O caso foi decidido pela Executiva Nacional nesta sexta e o apoio a Freixo foi mantido. Tudo isso porque o PSB mantém o nome de Alessandro Molon como candidato ao senado, enquanto o PT tem em André Ceciliano o nome do estado para a vaga ao senado.

A semana foi tensa nos bastidores da esquerda do Rio. Mesmo com a decisão tomada, Alessandro Molon não arredou o pé da sua candidatura e postou no fim do dia um vídeo dizendo que estavam sofrendo pressão para desistir da disputa, mas que ele iria seguir a opinião das “ruas e das redes”. Molon lançou um financiamento coletivo para a campanha, já sabendo que o apoio à André Ceciliano, presidente da Alerj e antigo aliado de Lula, será mais forte que o recebido por ele.

 

Bastidores da politica

Assim como a guerra de forças entre os partidos citados acima veio à tona esta semana, os bastidores políticos guardam segredos que até Deus duvida. Os mais experientes na área, sabem que este período é de alta tensão, acordos, trocas de favores e farpas, ameaças explícitas ou veladas. A politica Fluminense não é para amadores e estes meses que antecedem as eleições de outubro prometem.

Share on facebook
Facebook
Share on telegram
Telegram
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email