Um homem foi preso nesta sexta-feira (29) por suspeita de realizar saques fraudulentos de auxílio emergencial e de outros benefícios sociais, em agências da Caixa Econômica Federal da região, principalmente de Cabo Frio e Araruama. Policiais do 25° BPM já monitoravam movimentações atípicas durante a pandemia da Covid-19. A estimativa é que os saques fraudulentos totalizem quase R$ 100 mil, sendo metade deste valor em operações feitas em Cabo Frio.

A equipe policial deteve o homem na agência da Caixa que fica na Rua Rosa Raposo, no Centro de Araruama, após denúncia de movimentação suspeita no caixa eletrônico. Com ele foram encontrados  13 cartões bancários clonados de diversas instituições clonados; comprovantes de saques de benefício social, dois comprovantes de saques de R$600 do Auxílio Emergencial do Governo Federal e um comprovante de benefício INSS no valor de R$ 1.560, além de R$ 5.880 em espécie.

No caminho para a delegacia, o suspeito informou a equipe que é a terceira vez que realiza saques deste tipo somente em Araruama e que já fez em outras cidades. Relatou também que é morador da Comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro, onde recebeu os cartões de um homem também morador da comunidade. Segundo ele, é esse homem  quem distribui os cartões e senhas para que sejam concretizados os saques fraudulentos, na promessa de pagar 10% do total do valor sacado ao acusado.  A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal de Niterói, pois se trata de crime federal.

De acordo com a PM, os fraudadores utilizam de mecanismos de clonagem de cartão, utilizando baterias de celular, com câmeras para filmagem das senhas. A polícia vai investigar se a quantia sacada seria maior, em função do grande número de agências da Caixa na região. Parte superior do formulário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *